Parceria da Andifes com a Ancine cria Rede Universitária de Cinema

Salas de cinema nas universidades e espaço para a divulgação da produção audiovisual dos estudantes universitários. É o que planeja uma parceria entre a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e a Agência Nacional de Cinema (Ancine). A iniciativa foi apresentada durante a 172ª Reunião Ordinária do Conselho Pleno da Andifes, constituído por gestores de 63 universidades e dois Centros Federais do Brasil, realizada em Belém, nos dias 26 e 27 de julho.

O projeto, originalmente da UFPA e agora assumido pela Andifes, visa estimular a criação de salas de cinema nas Instituições Federais de Ensino Superior, em parceria com a Ancine. A ação poderá incrementar a difusão do cinema brasileiro e latino-americano, fortalecer circuitos alternativos, incentivar as produções cinematográficas nas Universidades, além de formar públicos e aproximar diferentes setores sociais.

Um esboço da proposta foi apresentado à Direção da Ancine, em dezembro de 2017, pelo reitor da UFPA, Emmanuel Tourinho, e pelos Professores Jorane Castro (UFPA) e Alfredo Manevy (UFSC). A versão final, a ser definida em conjunto com as instituições participantes da rede, será levada ao Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual até o final de 2018.

De acordo com os dados apresentados por Débora Ivanov, diretora da Ancine, o Brasil possui 3.279 salas de cinema, cobrindo apenas 20% dos municípios brasileiros. A Agência possui políticas específicas de apoio para a expansão do circuito de salas de cinema e vê como muito positiva a iniciativa das universidades.

No caso do projeto de Rede Universitária de Cinema, a proposta apresentada prevê que a Ancine financie 80% dos custos para a implantação das primeiras salas, tendo participação na gestão e formatação do Programa. As universidades irão colaborar com 20% dos custos (contabilizando patrimônio físico e gastos de manutenção), tendo autonomia para gerir as salas e parte da programação. A outra parte será feita em Rede.

“Eu fiquei muito feliz ao receber essa proposta de parceria da Andifes, porque a criação de salas de cinemas nas universidades é uma oportunidade ímpar de estarmos mais próximos da população e levar conhecimento, entretenimento e cultura”, afirmou Débora Ivanov.

O projeto de criação da Rede Universitária de Cinema foi apresentado pelos professores Jorane Castro e Alfredo Manevi. Segundo os professores, inicialmente, a proposta é aproveitar a infraestrutura de salas de cinema já existentes nas universidades.

Na primeira fase do projeto, serão contempladas 20 universidades, com linhas de investimentos para reforma e adequação de auditórios, a compra de equipamentos de projeção e de som e melhoria acústica das salas. O prazo para a adesão das universidades ao projeto vai até o dia 31 de agosto, mas a manifestação dos reitores durante a Reunião do Conselho Pleno da Andifes já sinalizou uma adesão ao Programa acima da expectiva.

Para a cineasta e professora do curso de Cinema e Audiovisual da UFPA, Jorane Castro, a proposta de criação da Rede, além de oportunizar a divulgação da produção do cinema brasileiro, latino-americano e de outras cinematografias, contribuirá para a produção e a formação acadêmica. “Se nós equiparmos as salas de cinema que nós temos dentro das universidades para serem espaços de divulgação do cinema brasileiro independente, será uma oportunidade única que nós vamos ter e será tão importante para quem produz, quanto para os alunos e professores como meio de formação.”

Texto: Ericka Pinto – Assessoria de Comunicação da UFPA
Foto: Alexandre de Moraes

Compartilhe: