Pesquisa científica e tecnológica ganha mais US$ 200 milhões para importação de bens

Pesquisa científica e tecnológica ganha mais US$ 200 milhões para importação de bens

RIO – Pesquisadores das áreas de ciência e tecnologia vinculados ao CNPq ganharam mais US$ 200 milhões para serem gastos este ano com a importação de bens destinados aos seus estudos. Definida em US$ 300 milhões no início do ano, a cota de importação do CNPq para a pesquisa científica e tecnológica foi expandida semana passada, tendo seu limite ampliado para US$ 500 milhões. O aumento, em relação ao ano passado, é de 100%.

A expansão da cota de importação de bens como computadores, reagentes e células, entre outros itens, constitui uma demanda constante da comunidade científica. A decisão do aumento foi tomada pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, e pelo da Fazenda, Guido Mantega. O CNPq fará agora a distribuição dos US$ 200 milhões entre as instituições credenciadas junto à agência. A distribuição será feita sob demanda.

(O Globo Online – Educação – 01/12/2008)

 

Compartilhar