UFABC- Pesquisadores falam à imprensa sobre elo: enchentes e estrutura urbana

UFABC- Pesquisadores falam à imprensa sobre elo: enchentes e estrutura urbana

FacebookTwitterMais…

O entendimento dos fatores e processos que provocaram as grandes enchentes no início deste ano, especialmente na Grande São Paulo, foi objeto de diversos veículos de imprensa que procuram por especialistas da UFABC. Com experiência em planejamento territorial, gestão de riscos e drenagem urbana, esses professores traçaram um panorama que apresenta soluções técnicas e políticas que poderiam minimizar, a médio e longo prazo, o custo em vidas e bens materiais provocados pelas tempestades de verão. As medidas dependeriam especialmente de maior integração de políticas públicas, revisão do planejamento de drenagem das manchas urbanas, rediscussão do que é prioritário em obras de combate às cheias e reforço na adoção de medidas preventivas.

Dentre as conclusões, está a certeza de que, ante a mudança nos padrões climáticos e o atual modelo de ocupação territorial, a população dos grandes centros urbanos terá de conviver com o evento das enchentes. Depois de décadas em que prevaleceu a estratégia de controle de inundações pelo escoamento rápido das águas pluviais, o novo modelo de contenção por meio de piscinões dá sinais de que não será suficiente para mitigar os transtornos provocados por precipitações cada vez mais frequentes e acima da média.

O caminho indicado pelos pesquisadores é o investimento em sistemas permeáveis que priorizem as periferias e as cabeceiras dos rios e se estendam até áreas com mais infraestrutura. Dentre ações práticas estariam a instalação de reservatórios em lotes, criação de parques lineares, manutenção/ampliação de áreas verdes e programas de prevenção, emergência e socorro para habitantes em locais de risco.

Nexo Jornal
Por que São Paulo para quando chove, segundo esta urbanista

CBN
‘O piscinão não é a melhor solução em todos os casos para evitar alagamentos’
‘O cenário das pesquisas mostra que os eventos serão cada vez mais extremos’
Chuva: ‘gestão do desastre é diferente da gestão da situação de risco’
Deslocados de áreas de risco voltam a ocupar encostas em SP

Portal R7
Mortes em São Paulo; prejuízo ao comércio; ação para evitar mais enchentes

Outras Palavras
Enchentes: o fracasso da cidade do asfalto

Brasil de Fato
Chuva em SP causa uma morte e 36 desabamentos; volume é duas vezes acima do esperado

Compartilhar