Pesquisadores da UNIFAP e Texas estudam processo inflamatório da COVID-19

Pesquisadores da UNIFAP e Texas estudam processo inflamatório da COVID-19

O esquema traz um panorama para entendimento da fisiopatologia inflamatória da patologia.

Os mecanismos que compõem as complicações provocadas pela Covid-19 ainda são fruto de trabalhos de pesquisadores que atuam na linha de frente de combate à doença. Até agora, segundo estudos publicados pelo mundo, a enfermidade é capaz de provocar inflamação em diversos órgãos do corpo. Para ajudar a entender como esses processos agem no organismo humano, o docente de Farmácia e pesquisador da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Prof. Tit. Dr. José Carlos Tavares, em parceria com o pesquisador Kathiresh Mani, da Texas A&M University, estão debruçados sobre o tema.

Os trabalhos são conduzidos desde janeiro e ainda não foram encerrados. Os pesquisadores se propuseram em apresentar, de forma esquemática, todos os fatores envolvidos na resposta inflamatória provocada pelo novo coronavírus, desde o momento da infecção. “A COVID-19 é uma doença complexa, onde muitos mecanismos de danos ao organismo ainda são obscuros. E essas vias, destacada no graphical abstract, são amplamente exploradas para o tratamento e desvendar os porquês da grande reação inflamatória aguda que o vírus provoca”, explica Prof. Tavares.

O esquema para entendimento da fisiopatologia inflamatória da COVID-19.

Entenda como funciona

O esquema traz um oanorama para entendimento da fisiopatologia inflamatória respiratória e os pontos-chaves de onde pode haver intervenção terapêutica. O esquema (graphical abstract) foi baseado em uma revisão esquemática do pesquisador Kathiresh Mani e conta com a participação do acadêmico do Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas da UNIFAP, Arlindo Pereira. O esquema é livre e pode ser divulgado em diversas mídias, com citação das fontes.

Compartilhar