Presidente da Andifes acompanha debate dos presidenciáveis

Presidente da Andifes acompanha debate dos presidenciáveis

Presidenciáveis debateram ontem, na Universidade Católica de Brasília, sobre as suas propostas para educação. Os quatro candidatos que lideram as pesquisas de intenção de votos, Dilma Roussef, José Serra, Marina Silva, e Plínio de Arruda Sampaio estiveram presentes. O encontro foi promovido pela ANEC (Associação Nacional de Educação Católica do Brasil), Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc) e a Universidade Católica de Brasília (UCB), essas instituições representam a Educação Católica no país.

O Presidente da Andifes, Professor Edward Madureira esteve no debate acompanhado do Secretário Executivo Gustavo Balduino. O Presidente da entidade fez um balanço positivo do debate. “É fundamental para o eleitor saber detalhes a respeito das políticas que o futuro governante adotará, as entidades que organizaram o debate estão de parabéns”. O Secretário Executivo da Andifes concorda. “Só a educação, a ciência e a tecnologia são capazes de impulsionar com consistência o crescimento do país, por isso esse tipo de iniciativa ajuda na formação do eleitor a poucos dias do pleito”, finaliza.

O debate teve características diferentes em relação ao que o público está acostumado a ver nos veículos televisivos. A principal diferença do debate de ontem foi que os candidatos não fizeram perguntas uns para os outros. Essa alteração de formato se mostrou acertada porque forçou os candidatos a manterem constantemente o foco do debate na educação. As perguntas foram apresentadas pelos organizadores e por entidades convidadas, os candidatos foram escolhidos por sorteio para responder e comentar.

Todos os presidenciáveis citaram a educação como prioridade caso fossem eleitos. Marina Silva, Dilma Rousseff, José Serra e Plínio de Arruda colocaram como prioridade de seu governo uma educação para uma “sociedade do conhecimento”, com foco maior para o ensino público. Destacaram, no discurso, a construção de creches para crianças de zero a quatro anos. Plínio de Arruda Sampaio foi o mais enfático no quesito educação pública e prometeu. “Temos que fazer com que 10% do Produto Interno Bruto (PIB) vá para as universidades”, disse.

O debate foi transmitido pela Rede Vida e outras emissoras de televisão.

Compartilhar