Presidente da Andifes destaca desafios do novo ministro da Educação

Presidente da Andifes destaca desafios do novo ministro da Educação

Na tarde da última terça-feira, 24 de janeiro, o presidente da Andifes, reitor João Luiz Martins, esteve presente nas cerimônias de posse e solenidades de transmissão de cargos dos novos ministros da Educação (MEC), Aloizio Mercadante, e Ciência e Tecnologia (MCT), Marco Antonio Raupp, em Brasília.

Na avaliação do reitor, o trabalho desenvolvido por Fernando Haddad à frente do Ministério da Educação consolidou uma visão sistêmica da Educação no Brasil, mais moderna, aliando o ensino às questões sociais. Ele também considera relevante o crescimento do orçamento da pasta, que aumentou quatro vezes durante o tempo em que o ministro esteve à frente da pasta. “Haddad cumpriu seu papel, mas ainda há muito por que lutar, como a defesa de 10% do PIB para a Educação e o investimento dos royalties do petróleo na área”, disse o reitor, ao destacar os desafios que Aloizio Mercadante tem pela frente.

“A grande luta é a retomada da votação do Projeto de Lei dos Cargos para as Universidades Federais que passaram pelo processo de expansão e estruturação”, lembrou o reitor, acrescentando que o novo ministro necessita consolidar a expansão das Instituições Federais de Ensino Superior por meio da contratação de profissionais para o preenchimento das vagas existentes.

Para João Luiz Martins, a chegada de Mercadante ao Ministério da Educação é positiva, tendo em vista o bom relacionamento político que ele mantém com o Congresso Nacional e o governo Dilma. Quanto ao relacionamento com os reitores, ele acredita que a mudança será positiva. A esse respeito, lembrou que, enquanto ministro de Ciência e Tecnologia, Mercadante formatou o Plano Estratégico de C&T com base em consultas às universidades e à sociedade. “Percebo uma tendência de continuidade desse processo também no Ministério da Educação, um jeito de ouvir que permita a criação de um projeto de desenvolvimento de longo prazo”, arrematou o reitor.

João Luiz também enxerga positivamente a chegada de Marco Antonio Raupp ao Ministério da Ciência e Tecnologia, especialmente por seu perfil técnico e conhecimento das demandas acadêmicas do país.

No discurso de posse, Mercadante destacou que a Educação é uma área prioritária do governo, acrescentando que a valorização da formação do professor, a avaliação das Universidades, a discussão sobre o Enem e o apoio a todos os níveis, da creche à pós-graduação, são os principais temas a serem articulados na atual gestão.

Compartilhar