Presidente faz avaliação: “Andifes mostra unidade e representatividade”

Presidente faz avaliação: “Andifes mostra unidade e representatividade”

1)    Qual o balanço que o senhor faz do ano de 2011?
O Balanço é positivo. Destaco a importância da construção do documento sobre as diretrizes de Expansão do Sistema Federal de Educação Superior, a partir dos seminários que a Andifes organizou ao longo do ano e que serviu de base ao discurso feito à presidente da República, Dilma Rousseff, colocando nossa entidade como protagonista na definição de políticas públicas adequadas para a formação de pessoas e geração de conhecimento e inovação para que possamos dar saltos no desenvolvimento do país.

2)    Quais foram as prioridades da Andifes na articulação com o parlamento? E os resultados?
A Andifes teve um papel estratégico na consolidação do relacionamento das universidades federais com o parlamento brasileiro. Avançamos com a entidade e portanto com as Universidades Federais. Faço destaque à recuperação da tradicional Emenda Andifes construída junto a Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados para Assistência e Permanência Estudantil.  Destaco também os encontros, quase semanais, da Andifes com o parlamento: reunião com presidente da Câmara, líder do Governo e de vários partidos políticos, relatores de Projetos de Lei e participação em audiências públicas nas comissões.

3)    Ficou para o ano que vem a votação do relatório do Projeto de Lei 8035/2010, que implementa o novo Plano Nacional de Educação (PNE) no país. Qual sua análise sobre esse novo PNE?
É preciso primeiro entender a complexidade do assunto e a dificuldade relacionada ao financiamento da Educação apontada pelos setores da área econômica. Estes fatores tornaram mais difíceis o trabalho do relator e portanto dificultaram a construção das condições políticas para a sua aprovação em 2011. Acredito que a mobilização precisa ser mais efetiva buscando outros aliados. Dessa forma será possível garantir aprovação do PL 8035 assegurado os 10% do PIB para o alcance das metas propostas. 

4)    A Andifes pensa em uma nova expansão das universidades federais? Quais diretrizes devem orientar essa expansão?
A Andifes vem trabalhando permanentemente na construção de diretrizes para uma nova expansão que sirvam de orientação, preservada a autonomia de cada universidade e seus Planos de Desenvolvimento Institucionais (aprovados nos conselhos). Precisamos fazer com que nossas instituições busquem seus caminhos ampliando a democratização do acesso à Educação Superior para a graduação e pós-graduação, permanência estudantil, formação com qualidade de recursos humanos, geração de novos conhecimentos e inovação necessária e suficiente ao desenvolvimento nacional.

5)    Como a Andifes construiu essa proposta?
A construção esta sendo concluída com diálogo entre os nossos fóruns, colégios de pró-reitores, comissões, reitores, especialistas convidados, Ministros, Presidentes de Institutos de Pesquisas, Diretores de Unidades de Pesquisas, ex-reitores e educadores independentes e externos à Academia. Por meio dos seminários realizados pela Andifes elaboramos diretrizes de expansão, agora com um olhar estratégico para o Brasil para os próximos 10 anos. Na Andifes toda construção deve ser coletiva, pois é daí que surge e se fortalece a nossa legitimidade. Por isso, somos muito gratos a todos que colaboraram, em especial as nossas comissões temáticas, fóruns e colégios.

6)    Andifes foi recebida pela Presidente Dilma Rousseff. Qual o significado dessa reunião?
Foi muito importante para todos nós. A Andifes havia sido recebida, sempre a cada ano, durante os oito anos do mandato do Presidente Lula. Com a Presidente Dilma foi nosso primeiro encontro. A Andifes dialogou com a Presidente revelando quem somos, o que fazemos, nossas limitações e dificuldades, e apresentamos a ela diretrizes para a construção de uma educação de qualidade para os brasileiros. A Andifes se colocou à disposição para contribuir por meio de políticas publicas para uma Educação de qualidade, com autonomia mas em parceria com o governo da Presidente.

7)    Quais propostas foram apresentadas para a Presidente e qual foi a receptividade?
Apresentamos um elenco de estratégias para a Expansão da Educação Superior Brasileira combinada com as dimensões necessárias e suficientes para a manutenção da qualidade do sistema. A receptividade foi a melhor possível. Em suas palavras a Presidente Dilma enalteceu a qualidade das Universidades Federais, a importância das mesmas na formação de professores e nos desafiou a construirmos, juntos, etapas para um plano para a ampliação na formação de pessoas e geração de novos conhecimentos. Ela frisou o quanto as Universidades Federais, na sua visão, tem papel estratégico para o desenvolvimento do Brasil.

8)    Como a Andifes se relacionou com o governo, parlamento e entidades representativas?
A Andifes é pautada pela independência, mas ao mesmo tempo é aliada de todos (governo, parlamento e entidades) quando os assuntos são políticas públicas para a Educação dos Brasileiros. Nosso relacionamento com o parlamento teve uma evolução importante que ampliou o respeito de todos os parlamentares pela Andifes. A relação com o governo foi leal e transparente. Convergimos em várias questões, pois tínhamos concordância com a política macro adotada, entretanto, divergimos em outras, haja vista nossa natureza e independência. O relacionamento com as entidades científicas, de professores, técnicos e alunos, foi marcado pelo respeito mutuo, pela concordância com alguns pontos, discordâncias em outros, mas sempre diferenciando o papel e os métodos de cada uma.

9)    Qual a agenda de 2012?
A Andifes tem várias metas importantes. Cito alguma delas: a aprovação do Projeto de Lei 2.134/2011 de criação de cargos, ainda em março de 2012, para que possamos consolidar o Plano de Expansão (REUNI); a construção de seminários integradores (Pensar a Educação Brasileira) à semelhança do Instituto Andifes, com convidados especiais (troca de sabedoria) que venham a contribuir com ideias para a construção de uma Educação de qualidade para os Brasileiros. Além disso, a Andifes precisa concretizar seu papel de protagonista e colaboradora no estabelecimento de diretrizes para todos os níveis da Educação visando assim, contribuir com o parlamento, governo e sociedade brasileira na busca de mecanismos para a definição de políticas públicas que venham a permitir a transformação deste grande país numa grande nação.

10)     Qual a mensagem de fim de ano o senhor deixa para os brasileiros que almejam uma Educação com mais qualidade em 2012?

É preciso colocar a Educação na agenda das prioridades do país! A sociedade brasileira tem um papel fundamental nesta defesa. Somos um país composto por um povo único no planeta. Nosso povo é a principal riqueza, nossas crianças, jovens e adultos têm direito e sonham com um país mais justo, fraterno e solidário, portanto, se construirmos um pacto nacional para que as políticas públicas sejam direcionadas para melhoria deste tecido social seremos além de um grande país uma grande nação. Lembrem-se: os sonhos não envelhecem! Esperanças precisam ser renovadas diariamente.  Desejo força e coragem a todos os brasileiros para que possamos juntos construir a Educação de qualidade que desejamos. Um feliz natal e ano 2012 com muitas realizações e sucesso para todos!

Legenda das Fotos em mosaico:

1.   Seminário sobre assistência estudantil
2.   Seminário sobre EaD
3.   Seminário sobre pós-graduação
4.   Seminário sobre graduação
5.   Seminário sobre diretrizes para expansão
6.   Reunião com a equipe dirigente do MEC
7.   Reunião com a diretoria do ANDES
8.   Seminário sobre o PNE
9.   Reunião da diretoria executiva com a UNE
10. Reunião com a ministra de Relações Institucionais Ideli Salvatti
11. Reunião com a presidente da República Dilma Rousseff
12. Reunião com presidente da Câmara dos Deputados Marcos Maia
13. Mesa de debates na SBPC sobre o ENEM com a presidente do Inep
14. Reunião com o presidente da OAB federal
15. Palestra com a ministra de Direitos Humanos, Maria do Rosário
16. Parlamentares reunidos no Jantar de confraternização natalina

Compartilhar