Presidente Lula inaugura campi da UFSJ

Presidente Lula inaugura campi da UFSJ

Nesta terça, 10 de agosto, a Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) recebe o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que desembarca em Divinópolis para inaugurar as instalações do Campus Centro-Oeste Dona Lindu, onde funcionam os cursos de Medicina, Enfermagem, Farmácia e Bioquímica, além de um mestrado em Saúde Pública. A cerimônia está marcada para as 14h30, e vai reunir diversas personalidades do mundo acadêmico e lideranças políticas.

O quinto campus fora de sede da UFSJ foi pactuado durante a campanha de reeleição do presidente Lula, tendo seu funcionamento autorizado apenas dois meses após a divulgação do resultado do pleito. A primeira escola pública superior do Centro-Oeste de Minas recebeu seus primeiros 200 alunos em abril de 2008. Quando do lançamento do edital do primeiro processo seletivo para o campus de Divinópolis, o professor Dirceu Nascimento, ex-reitor da Federal de Ouro Preto e assessor do Ministério da Educação, destacou ser a UFSJ uma consequência natural para um município onde as políticas educacionais são prioritárias. “A universidade federal já existe, ela está aqui, não é mais um sonho”, lembrou.

Segundo o reitor Helvécio Luiz Reis, a vinda do presidente Lula traduz o prestígio da instituição. Além da homenagem à mãe do presidente, que dá nome ao campus, o evento reforça o clima de entusiasmo e dinamismo que a expansão multi campi das instituições federais de ensino superior vem promovendo em todo o país. “Uma universidade é motivo de orgulho, porque, como construção coletiva, está acima das fronteiras geográficas, trabalhando a favor da produção de conhecimento, a melhor forma de se revitalizar o desenvolvimento econômico”, afirma o reitor.

Durante a cerimônia, está prevista também a assinatura do protocolo de intenções que formaliza a proposta de criação do consórcio de universidades mineiras do Sul-Sudeste. O documento será apresentado ao presidente, ao ministro da Educação, Fernando Haddad, que também vai prestigiar a inauguração em Divinópolis, e ao grupo de reitores envolvidos nesse projeto, que congrega as federais de Alfenas (Unifal), Itajubá (Unifei), Juiz de Fora (UFJF), Lavras (Ufla), São João del-Rei (UFSJ), Ouro Preto (Ufop) e Viçosa (UFV).

A junção dessas sete federais vai gerar uma estrutura com números semelhantes aos dos países de melhores níveis de desenvolvimento humano em se tratando do alto nível em educação: serão oito doutores para cada mil trabalhadores.

O Campus Centro-Oeste Dona Lindu conta atualmente com 703 alunos de graduação, 26 de mestrado, 105 professores e 41 técnicos-administrativos. Ocupa uma área de 15 mil metros quadrados, com três prédios já finalizados, 31 laboratórios, 18 amplas salas de aula, 13 setores administrativos, gabinetes e salas para professores, biblioteca, anfiteatro, área de convivência e estacionamentos.

Alto Paraopeba
Simultaneamente ao evento no Campus Centro-Oeste Dona Lindu, o presidente da República inaugura também, por videoconferência, as instalações do Campus Alto Paraopeba, em Ouro Branco, criado à mesma época, com o apoio da Gerdau-Açominas, que doou à UFSJ os prédios onde foram instaladas cinco graduações tecnológicas na área das Engenharias.

Estudam hoje nesse campus cerca de 1,3 mil alunos, grande parte no período noturno. A previsão é de que, até 2012, sejam 2.500, atendidos por 125 docentes. O Campus Alto Paraopeba veio atender às necessidades de formação de um dos mais importantes polos mínero-metalúrgicos do país, às quais a UFSJ espera suprir formando profissionais qualificados nas Engenharias Civil, Mecatrônica, Química, de Bioprocessos e de Telecomunicações.

A infraestrutura administrativa e pedagógica é gerida por 40 técnicos. São 12 laboratórios de práticas de ensino, dois de pesquisa, 26 salas de aulas com projetores multimídia, 60 gabinetes informatizados e biblioteca com acervo de 2.721 títulos e 4.055 periódicos.

Compartilhar