Pró-reitores discutem políticas de assistência estudantil na 47ª Reunião do Fonaprace

Pró-reitores discutem políticas de assistência estudantil na 47ª Reunião do Fonaprace

Pró-reitores de Instituições de Ensino Superior discutiram a “Assistência Estudantil no contexto da reestruturação e expansão das Instituições Federais de Ensino Superior” durante a 47ª reunião ordinária do Fórum de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis, realizado nos dias 6 e 7 e maio na sede da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), em Brasília.

 

A sessão de abertura teve a participação do reitor da Universidade de Brasília (UnB) José Geraldo de Sousa Júnior, do coordenador geral do Diretório Central dos Estudantes da UnB Raul Pietro, da coordenadora do Fonaprace Rachel Cunha Nunes e do representante do Ministério da Educação Lucas Ramalho.

  

Segundo a coordenadora do Fonaprace, a reunião teve dois focos principais: a discussão da execução das políticas de assistência estudantil e a universalização da assistência. De acordo com Raquel, é imprescindível valorizar a assistência estudantil no contexto da expansão, pois as Ifes estão recebendo grandes aportes financeiros, mas a execução dos serviços está precarizada por falta de estrutura física e de recursos humanos nas universidades.

 

“A execução dos serviços precisa ser discutida”, afirmou Rachel. Segundo a pró-reitora, em algumas universidades há apenas um assistente social para atender mais de mil estudantes. Os participantes da reunião enfatizaram a importância da garantia desta infra-estrutura para o trabalho. “A equipe tem que ser multidisciplinar, formada por psicólogos, contadores, assistentes sociais, educadores”, ressaltou Rachel.

 

Outro aspecto destacado na reunião foi a universalização da política de assistência estudantil. “Queremos trabalhar com vistas a uma política universal de assistência estudantil. Alimentação, moradia e transporte costumam ser o foco das atenções, mas é preciso atender outras ações, como creches, por exemplo”, lembrou a coordenadora do Fórum.

 

Perfil dos estudantes

O Fórum ainda contou com a apresentação do relatório parcial da pesquisa sobre o perfil sócio-econômico dos estudantes das Ifes, realizada pelo Fonaprace com o apoio da Andifes. A pesquisa começou em março e deve ser concluída em dezembro. O material será apresentado aos reitores na próxima reunião do Conselho Pleno da Andifes, que ocorre nos dias 13 e 14 de maio, em Palmas.

 

 

 

 

 

Compartilhar