Professores da Educação Básica superam dificuldades para frequentar cursos do Parfor

Professores da Educação Básica superam dificuldades para frequentar cursos do Parfor

O período é de férias escolares, mas muitos professores da Educação Básica da rede pública estadual e municipal do Tocantins continuam em sala de aula. Agora, porém, no lugar de alunos. Eles fazem parte das turmas de licenciaturas do Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor) oferecidas pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), e desde o dia 2 de janeiro, até o dia 16 de fevereiro, participam de mais uma etapa presencial dos cursos de graduação.

O que faz centenas de professores de diversos municípios do estado abrirem mão do tempo que seria de descanso é a busca pela qualificação: implantado em 2010 na UFT, o Parfor é voltado para aqueles que atuam na Educação Básica sem a formação superior exigida pela Lei 9394/96 de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) ou que atuam fora da área de formação. E depois de um ano letivo de muito trabalho, os desafios são grandes, especialmente para quem mora fora das cidades com câmpus da UFT, onde acontecem as aulas.

Com salários que variam entre R$ 500 e R$ 1.024, e em grande parte oriundos da zona rural e da rede municipal de ensino, muitos enfrentam dificuldades para arcar com as despesas de transporte, alimentação e hospedagem durante o período de atividades presenciais. Para amenizar essa situação, desde 2011 a Secretaria da Educação do Tocantins concede bolsas de estudo aos professores participantes do Parfor, e diversas prefeituras também têm encontrado alternativas para contribuir com os professores.

“Muitos dirigentes municipais de educação entendem a importância dessa formação e a responsabilidade dos municípios nesse processo e oferecem ajuda de custo, disponibilizam transporte, criam alojamento, estrutura de alimentação… enfim, há várias formas de apoiar os professores e suprir essas necessidades”, diz a secretária-executiva da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação do Tocantins (Undime-TO), Maria Solange Sousa, ao lembrar que de acordo com o Decreto nº 6.094/2007, que estabeleceu o Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, a União, os estados e municípios têm o dever de atuar em regime de colaboração com as famílias e a comunidade pela melhoria da qualidade da Educação Básica.

Quem recebe esse apoio confirma a importância do incentivo. É o caso da professora Katian Sipauba, do município de Bom Jesus, a cerca de 180 quilômetros de Palmas, que estuda Pedagogia no câmpus da capital e conta com uma bolsa da prefeitura de sua cidade para participar do Parfor. Segundo ela, a falta de condições financeiras é um dos principais motivos que impedem professores de cursar o Ensino Superior. Mas, uma vez superado este obstáculo, o resultado é compensador. “A cada módulo que vencemos já levamos uma visão diferenciada para a unidade de ensino, vale a pena”, afirma ela.

Este ano (a partir do mês de julho), a UFT forma deve formar cerca de 400 professores-estudantes que ingressaram nas primeiras turmas do Parfor em 2010.

Inscrições para ingresso em 2014/2 seguem até o dia 13 – O prazo de pré-inscrições nos cursos de licenciatura gratuitos do Parfor com ingresso no segundo semestre letivo de 2014 segue até segunda-feira, dia 13. A UFT oferta 570 vagas em 19 cursos, nos sete câmpus da instituição (veja a lista abaixo). As pré-inscrições devem ser feitas no endereço eletrônico da Plataforma Freire (http://freire.mec.gov.br).

Os cursos são ministrados na modalidade semipresencial, com 20% das atividades acadêmicas desenvolvidas a distância. A parte presencial é ministrada nos câmpus da UFT durante as férias escolares, no início e na metade do ano, como forma de não interromper o trabalho dos professores nas escolas durante o período letivo.

Dirigentes educacionais devem ficar atentos – Além de incentivar os professores de seus municípios e/ou regiões a participarem do Parfor e se inscreverem até o dia 13, os dirigentes de educação precisam realizar a validação das pré-inscrições para confirmar a matrícula dos professores interessados no período de 14 de janeiro a 28 de fevereiro. “A Undime está à disposição desses dirigentes para prestar orientações sobre os procedimentos referentes ao Parfor e também para auxiliar os municípios a encontrar formas de contribuir com a formação dos professores”, afirma ela. O contato com a Undime pode ser feito pelo telefone (63) 3234-0207 ou pelo e-mail undime-to@hotmail.com.

Licenciaturas ofertadas na UFT por meio do Parfor:
Araguaína
– Geografia
– História
– Letras/Inglês
– Letras/Língua Portuguesa

Arraias
– Matemática
– Pedagogia

Gurupi
– Geografia
– Matemática

Miracema
– Educação Física
– Pedagogia

Porto Nacional
– Ciências Biológicas
– Geografia
– História
– Letras/Inglês
– Letras/Português

Palmas
– Artes
– Informática
– Matemática

Tocantinópolis
– Pedagogia

Deborah Sena e Bianca Zanella – ASCOM UFT

Vintage Sewing Patterns of 1920
watch game of thrones online free Cuffed denim and brown oxfords are huge right now

Los Angeles Internet Marketing Company
mermaid wedding dresses If this look isn’t exactly your style

Developing Rural 50 Acres for Mobile
cheap flights I am in your exact same boat

Plus Size Clothes For Women
onlinegames most current trendy boot anger for

Understanding the Big Three in Computer Selection
miniclip web portions of the expensive vacation event and as well , seeing hoping endeavor

Tips and Tricks Caring for Adult Size Ferrets
kleider not always resulting in nudity

How to Learn Fashion Design at Home
ballkleider If you have the confidence to wear it

Bring Spring 2010 Catwalk Shoes To Your Wardrobe
games or so said the Fashion Police

Compartilhar