Professores e editoras universitárias lançam livros

Professores e editoras universitárias lançam livros

Paulo de Tarso lança novo livro de poesia

No mês em que se comemora o dia da poesia em todo o mundo, o poeta Paulo de Tarso Correia de Melo lançou, no dia 27 de março, o livro de poemas Talhe Rupestre poesia reunida e inéditos, coletânea de poemas, dos quais a maioria já foi publicada nos sete títulos anteriores, desta vez organizados pelo professor Carlos Newton Júnior e editados pela Editora da UFRN.

Para o poeta o termo Talhe Rupestre tem toda uma carga de primitivismo, de rústico, algo que apresenta-se como inacabado. Além disso, seu primeiro livro traz esse nome, Talhe Rupestre, publicado em 1993 pela Cooperativa Universitária.

Sobre a presena do professor Carlos Newton, como organizador e apresentador do seu trabalho, Paulo de Tarso explica que a escolha não poderia ser outra. Os dois se conhecem há tempos e segundo Paulo de Tarso, sua poesia seria ainda inédita se não fosse o organizador. Ele diz que sempre escrevia para a gaveta, até que Carlos Newton leu alguns dos seus poemas e lhe incentivou a publicá-los. De forma que todos os oito títulos já levados a público foram organizados por ele.

Sobre o autor- Paulo de Tarso Correia de Melo é professor aposentado da UFRN, atuou em vários cursos da área de ciências humanas. É formado em Pedagogia com Mestrado em Educação. Além da docência, exerceu diversas funções administrativas na Instituto, como diretor de unidade acadêmica, pró-reitor e chefe de gabinete. Atualmente ele ocupa a cadeira 11 da Academia Norte-rio-grandense de Letras e é presidente do Conselho Estadual de Cultura.

 

Lançamento do livro "Canô Velloso – Lembranças do saber viver"

Lembranças e histórias de Dona Canô estão reunidas em "Canô Velloso – Lembranças do saber viver", livro do historiador da Universidade Federal da Bahia (UFBA) Antonio Fernando Guerreiro em parceria com Arthur Assis Gonçalves da Silva. O lançamento ocorreu no dia 20 de março, no Palacete das artes Rodin Bahia, em Salvador.

Dona Claudionor Velloso passa dos 101 anos com lucidez e disposição para viver. Isto já seria suficiente para render homenagens e histórias. Mas o sabor é especial por ser Canô quem é – filha de uma cidade de intensa atividade cultural e matriarca de uma família de artistas. O livro de Guerreiro e Assis reúne lembranças dos anos de dedicação à cidade, aos amigos e filhos, dentre eles a escritora Mabel Veloso e os cantores Caetano e Bethânia. "Não é uma biografia, mas sim um registro da memória de Dona Canô sobre os assuntos que tenham feito parte das suas rotinas e vivências ao longo de 100 anos", explica o autor, professor da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFBA. Na coleta dos dados e nas longas horas de conversa com Dona Canô, Guerreiro teve apoio de Arthur de Assis, falecido em outubro de 2007, antes da finalização da obra. Tanto Guerreiro, como a biografada, dedicam o livro a Arthur.

A primeira conversa entre Guerreiro e Canô foi em 2006, véspera da celebração dos seus 100 anos. Cheia de entusiasmo pelas comemorações e com a certeza dos muitos anos que ainda teria pela frente, Dona Canô pediu para adiar o processo do livro. Pedido atendido, as entrevistas que resultaram na obra aconteceram, então, entre março e junho de 2007. Durante este período foram muitas as viagens a Santo Amaro, quando Guerreiro pode conviver com o cotidiano movimentado de Dona Canô. "Uma agenda sempre cheia, uma vitalidade impressionante e uma atenção constante com tudo o que acontece ao seu redor", descreve o autor, para quem os encontros foram sempre momentos de muita descontração. "A fala prazerosa foi acompanhada pela alegria de relembrar muitas coisas do passado, tudo revestido por um permanente bom humor. Os risos foram constantes e as gargalhadas, inúmeras", conta Guerreiro. O livro reúne 214 páginas, incluindo uma galeria de fotos da família, de amigos, de cidades do Recôncavo e de viagens acompanhando os filhos artistas. Estão fatos da infância, o casamento com Senhor Zezinho, em 1931, e as comemorações pelos 50 anos de união do casal, o Terno de Reis, a devoção a Nossa Senhora, o nascimento dos filhos, netos e Santo Amaro é o tema que mais interessa a Dona Canô, destaca o autor. Sobre as coisas de sua cidade, ela opina de maneira vibrante, faz comparações, rememora acontecimentos, lembra-se de antigos moradores, demonstra vontade de tomar providências, diz o autor.

 

Lançamento do livro "Gradis Modernos de Salvador"

No último dia 25 de março, na Faculdade de Arquitetura, foi lançado o livro "Gradis Modernos de Salvador", na Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia (UFBA), publicado pela editora da universidade, Edufba. O texto traz uma abordagem da presença do gradil de ferro na Cidade do Salvador mostrando como este elemento pode ser testemunho de mudanças sociais. O projeto investiga como eles se modificaram ao longo dos anos, na segunda metade do século XX, através de desenhos, formas e técnicas. A proposta da pesquisa foi construída a partir da análise de dados fotográficos realizados em alguns bairros de Salvador e embasada em um suporte teórico e bibliográfico, visando objetivar uma classificação dos dados, análise e compreensão da sua relação de evolução dentro do contexto histórico, econômico e social.

 

Arquivo Nacional do Rio lança obra de professora emérita da UFBA

O livro "Abreviaturas de manuscritos dos séculos XVI ao XIX", de autoria da Profa. Maria Helena Ochi Flexor, professora emérita e docente aposentada da UFBA, tem lançamento previsto para o próximo dia 2 de abril, no Rio de Janeiro. Trata-se da terceira edição, revista e atualizada, da obra, cujas edições anteriores vêm servindo para auxiliar especialmente os pesquisadores iniciantes nas áreas de história, sociologia, antropologia e letras. Também leitores de documentação antiga são beneficiados pelo livro de Maria Helena Flexor, pois apresenta uma vasta relação de abreviaturas desdobradas, bem como expressões usuais no período demarcado. O lançamento será na sede do Arquivo Nacional do Rio de Janeiro (Praça da República). Segundo a autora, esforços serão envidados para que exemplares sejam colocados nas livrarias da Edufba, à disposição dos interessados.

 

Livro sobre engenharia é lançado na UFRN

O engenheiro e professor aposentado da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Pereira, lançou na última terça-feira, 24, às 19h30, no auditório da Reitoria, o livro "A Trajetória de um Calculista de Estruturas".

O livro aborda, com riqueza de detalhes, assuntos ligados ao ensino, o projeto, a execução, a recuperação e o reforço de estruturas de concreto armado. É um registro da experiência acumulada em quase 50 anos de atividades profissionais, mantendo presença marcante nas grandes obras de engenharia em solo norte-rio-grandense.

José Pereira tem uma vasta história de serviços prestados à engenharia potiguar. O engenheiro foi responsável pelo cálculo estrutural de obras destacadas no Estado, como o Estádio Machadão, Catedral de Natal, Ponte de Igapó, Ginásio Machadinho, Presépio de Natal, Ginásio da Zona Norte, Capitania das Artes, Ginásio do SESI/SENAI, e, mais recentemente, a Ponte Forte-Redinha.

 

Pró-reitora de extensão da UFTM lança livro

No dia 26 de março, às 21h, no anfiteatro A do CEA – UFTM, os professores Virgínia Resende Silva Weffort, pediatra e pró-Reitora de Extensão da UFTM, e Joel Alves Lamounier,  coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde, área de concentração saúde da criança e do adolescente da UFMG, lançaram o livro "Nutrição em Pediatria: da neonatologia à adolescência", durante a programação do 4° Simpósio Mineiro de Nutrição Pediátrica.

 

Professora da UFMG lança livro sobre a contribuição da mídia para a Democracia

O uso da comunicação para o aperfeiçoamento e fortalecimento das relações democráticas é o tema explorado pela autora Rousiley C.M. Maia em seu novo livro: "Mídia e Deliberação". A obra apresenta uma importante contribuição à discussão da democracia, analisando as mídias como ferramenta de deliberação política, desenvolvendo uma complexa rede de interações sociais contemporâneas. Mídia e Deliberação é o terceiro livro que conta com a participação de Rousiley. Ela é co-autora do livro Comunicação e democracia: problemas e perspectivas (Editora Paulus) e organizadora de Mídia, esfera pública e identidades coletivas (Editora da UFMG).O livro será lançado no próximo sábado, dia 28 de março, de 11:00 às 14:00 horas, na livraria Status.

Rousiley C. M. Maia é mestre e doutora em Ciência Política pela Universidade de Nottinghm, Inglaterra. É pesquisadora e professora associada do Departamento de Comunicação Social da UFMG , onde coordena o Grupo de Pesquisa em Mídia e Esfera Pública (EME).

 

 

Compartilhar