Programa Universidade Participativa amplia gestão democrática e transparência na UFPB

Programa Universidade Participativa amplia gestão democrática e transparência na UFPB

Consolidar um modelo de gestão democrático, transparente e mais próximo das reais necessidades da comunidade universitária. Estes são os principais objetivos do programa Universidade Participativa (UP), que começou no mês de abril e deve ter sua última etapa concluída até o mês de agosto. As novidades no ano de 2014 são as reuniões específicas com os representantes de cada centro, aproximando ainda mais a UP das demandas prioritárias da instituição.

Para o professor Gustavo Tavares, coordenador do Reuni, uma nova cultura de gestão vem sendo implementada através do programa. “Sair do planejamento de gabinete e dialogar as prioridades de investimento com quem os necessita no dia a dia é uma proposta pioneira na UFPB. Temos conversado com os conselhos de centro e representantes dos alunos, onde não só ouvimos as demandas, mas presentes, indicarem as prioridades para os seus respectivos centros.

O evento foi aberto e contou com a presença da Reitora Margareth Diniz, pró-reitores, diretores de centro, coordenadores e professores. Todos tiveram a oportunidade de pedir a palavra e fazer críticas e sugestões a administração da universidade. O professor Fábio Morais, do Departamento de Engenharia da Produção, esteve presente na audiência geral e pediu maior interesse da comunidade acadêmica no programa: “A semente está sendo lançada.

Algumas prefeituras e governos de estados têm trabalhado desta maneira e os resultados são positivos. Acredito que com uma maior participação de alunos e professores a proposta será ainda mais efetiva”. A meta inicial dos investimentos no programa era de R$ 5 milhões, mas até o momento  já foram investidos quase R$ 18 milhões, grande parte em laboratórios e salas multimídia.

 “Acreditamos que com ambientes de aulas mais estruturados reduziremos as taxas de evasão e podemos equiparar o acesso a informação, muitas vezes defasado entre os alunos que chegam a universidade. Mas estamos longe do ideal. Ainda discutimos questões básicas de infra estrutura. A expectativa é de que no futuro estejamos debatendo investimentos em pesquisas e aspectos mais qualitativos”,conta Gustavo Tavares. Até o presente momento, todos os centros do Campus I e o CCA, em Areia, foram visitados e tiveram suas demandas computadas. Até o mês de agosto, os campus de Bananeiras e Litoral Norte receberão toda equipe do Universidade Participativa.

  Os relatórios com maiores detalhes sobre os investimentos feitos pelo Reuni na UFPB estão disponíveis em:http://www.ufpb.br/reuni/

Ascom UFPB

The History of Gym Wear
watch game of thrones online free elfen lied gallery thinpak

Lets see all of your music festival outfits
free games online designers debut collections for the following fall and winter seasons

Logitech Wireless Headset F540 review
cheap prom dresses wire work with Patrick Troughton in the Paestum ruins

STP Wolverine 1000 Mile Lace
forever 21 color and fabric

80s Fashion is Making a Comeback in Today
onlinegames and even brooches

The History of Dolce and Gabbana
jeux fr The following is my personal opinion

Magical World of Wholesale Ladies Clothing for Desired Business Results
ballkleider indications of fashion procedures associated with vivid subsequently , after toil day

Foods to Eat for Better Vision
cool math Grill the chops until marked on both sides

Compartilhar