Projetos de extensão da UFBA captam R$2,2 milhões do MEC

Projetos de extensão da UFBA captam R$2,2 milhões do MEC

Este ano, 29 professores da UFBA submeteram propostas ao Edital Proext MEC/SESu, sendo que 17 delas foram contempladas com recursos, nove lograram ser classificadas, mas não contempladas com recursos, e três foram desclassificadas. Esse edital tem por objetivos principais aprofundar ações que venham fortalecer a institucionalização da extensão e contribuir para a melhoria da qualidade da educação brasileira por meio do contato direto dos estudantes com realidades concretas e da troca de saberes acadêmicos e populares.

Os professores que tiveram suas propostas classificadas e contempladas com recursos no Proext 2011 / MEC/SESu foram Alessandra Santana Soares e Barros, Artur Caldas Brandão, Ana Maria Fernandes, Débora Abdalla Santos, Genauto Carvalho de França Filho, Gilberto Wildberger de Almeida, Iole Macedo Vanin, Maria Constantina Caputo, Miguel da Costa Accioly, Nair Casa Grande, Nídia Maria Lienert Lubisco, Paulo Gilvane Lopes Pena, Pedro Luís Bernardo da Rocha, Rosiléia Oliveira de Almeida, Tânia Maria Diederichs Fischer, Telma Sumie Masuko e Sonia Jay Wright.

Este é o quarto ano do edital Proext – MEC/SESu e a cada ano a UFBA aumenta sua participação, tanto em número de propostas classificadas quanto na captação de recursos. No primeiro ano foram captados, pelos docentes da Universidade, 300 mil reais; no segundo ano, 410 mil reais; no terceiro; 630 mil reais; e este ano a UFBA captou dois milhões e 200 mil reais. “Isso se deve ao amadurecimento da nossa instituição no entendimento das ações de Extensão Universitária, refletido na melhoria da qualidade das propostas apresentadas, e ao processo seletivo interno, que tem indicado ao MEC excelentes propostas de programas e projetos nas diferentes áreas temáticas de extensão”, ressalta da Profa. Blandina Felipe Viana, coordenadora de Ciência e Tecnologia da Proext.

Compartilhar