Quase 7 milhões de brasileiros estudam online

Quase 7 milhões de brasileiros estudam online

O estudo aponta que não há grandes diferenças entre as idades dos usuários que estudam pela internet

Aracaju (10 mai) – Ganhar conhecimento sem sair de casa. Essa é uma alternativa que não para de crescer entre os estudiosos. Praticidade, conforto e interação são fatores que atraem brasileiros a ser aproximar cada vez mais das tecnologias. A prova disso é que quase 7 milhões de brasileiros já estudaram pela internet, é o que comprova um estudo do realizado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgado hoje, 10.

Segundo a pesquisa, no Brasil existem 63 milhões de usuários de internet, conforme mostrou o censo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2009. Desse total, 11% estudam ou já estudaram à distância pela web. A maioria dos internautas são homens com formação universitária e com renda mensal acima da média.

Em busa do seu sonho de ser pedagoga, Eliete Souza surpreendeu a todos quando começou a demonstrar gosto pelo computador, instrumento pouco usado pela dona de casa. Tudo em prol de ficar íntima da sua nova ferrementa de estudo. “Cuido dos trabalhos domésticos e de três filhos pequenos, me falta tempo para me dedicar a um curso presencial”, declarou Eliete, que não se intimida em confessar sua paixão pela sua futura profissão.

Cursos para todos os gostos e áreas
Desde comércio exterior até gastronomia. Opções não faltam para os brasileiros que desejam fazer parte do número de estudantes virtuais. Recentemento, o MEC (Ministério da Educação) realizou um estudo que comprova que os número de cursos não presenciais cresceu quase 20 vezes entre 2002 e 2009, saltando de 46 graduações abertas para 844 no mesmo intervalo. Já a procura dos estudantes pelo modelo de ensino também cresceu muito em sete anos – subiu de 40,7 mil matrículas, em 2002, para 838,1 mil em 2009, um aumento de 2.059%.

Compartilhar