Quilombolas, indígenas e surdos podem concorrer a uma vaga na UFG

Quilombolas, indígenas e surdos podem concorrer a uma vaga na UFG

São oferecidas vagas nos 140 cursos de graduação em Goiânia e no interior

Termina na próxima sexta-feira, 29 de janeiro, o período de inscrições para o programa UFGInclui, destinado aos integrantes de comunidades indígenas e de negros quilombolas que tenham cursado todo o ensino médio em escola pública e aos candidatos surdos interessados em fazer o curso de Letras/Libras (licenciatura). A inscrição deve ser feita na página do Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás (www.cs.ufg.br), onde também pode ser consultado o edital com o programa das provas práticas.

Por meio do UFGInclui é criada uma vaga extra para ser disputada por quilombolas e outra por indígenas em cada um dos 140 cursos de graduação oferecidos pela Universidade em todas as suas regionais – Goiânia, Aparecida de Goiânia, Jataí, Catalão e Cidade de Goiás. Para os candidatos surdos, provenientes ou não de escola pública, são oferecidas 15 vagas no curso de Letras/Libras no turno noturno.

A seleção pelo UFGInclui é feita com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) obtida no ano especificado pelo candidato no ato da inscrição (2015, 2014, 2013 ou 2012). A Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) ressalta que, para concorrer à vaga, o candidato deve enviar o formulário de declaração da comunidade indígena ou quilombola até o dia 1º de fevereiro. O resultado preliminar da seleção será divulgado no dia 22 de fevereiro.

Já o candidato surdo que se candidatar a uma vaga no curso de Letras/Libras deverá fazer uma prova de múltipla escolha e uma redação no dia 6 de março. O resultado preliminar será no dia 11 de março.

ASCOM – Universidade Federal do Goiás

Compartilhar