Rede privada piorou mais que pública e puxou nota do Enem 2012 para baixo

Rede privada piorou mais que pública e puxou nota do Enem 2012 para baixo

Entre escolas particulares paulistas, 47% daquelas que tiveram os resultados dos dois últimos anos divulgados registraram queda na média geral; entre as públicas, esse porcentual foi de 34%. Colégios tradicionais ficam de fora do ranking e vão recorrer

Os resultados por escola no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012 mostram que a rede privada piorou mais do que a pública em comparação com 2011, puxando a média das notas para baixo – sobretudo em São Paulo. Entre escolas particulares paulistas, 47% daquelas que tiveram os resultados dos dois últimos anos divulgados registraram queda na média geral. Entre as públicas, esse porcentual foi de 34%. O mesmo ocorre em todo o País: 45% das privadas caíram entre 2011 e 2012, enquanto a queda nas públicas foi de 40%.

As médias são calculadas com base nas notas das quatro áreas da prova (Linguagens, Ciências da Natureza, Ciências Humanas e Matemática). Com o método matemático adotado, é possível comparar o desempenho – teoricamente, os exames têm a mesma dificuldade. Das 11.239 escolas que aparecem na lista de 2012, 6.833 tiveram dados em 2011. Entre essas, a média geral das notas caiu 3%, de 537 para 521 pontos. O recorte foi realizado pelo Estadão Dados.

Entre as instituições que tiveram os dados nos dois anos, houve queda em todas as redes na área de Linguagens (Português e Língua Estrangeira). Mas na rede privada houve a maior queda nessa área, de 6,1%. A particular foi a única em que a média de Ciências da Natureza caiu.

A diretora do Todos Pela Educação, Priscila Cruz, vê importância nas informações, mas diz que é preciso cautela. “Os resultados não podem ser ignorados, mas é importante saber que é só um retrato”, observa. “No ranking, parece que a rede particular é muito melhor do que a pública, e nem sempre é verdade.” Na média geral das quatro áreas, a rede privada tem nota 20% maior do que a pública (mais informações na página A19).

Recursos. Entre as 20 escolas que ocupam o topo do ranking, apenas 4 são do Estado de São Paulo – no ano passado, eram 6. Para ter as médias divulgadas, as unidades precisam ter ao menos dez alunos no Enem e 50% de seus concluintes. O critério deixou escolas tradicionais de fora e algumas unidades já anunciaram que vão recorrer.

É o caso do Objetivo Integrado, de São Paulo, que no ano anterior ficou em 1.º. Segundo o colégio, cinco alunos que não seriam da escola teriam sido registrados no Enem – e outros dois ainda estariam fora da base. A escola afirma que os resultados dos 40 alunos que fizeram a prova a colocam em 1.º no País.

O Objetivo Integrado de Mogi das Cruzes também vai ingressar com recurso, bem como o Santa Maria, da capital paulista. “Esses números são importantes para avaliar e planejar aulas”, diz Silvio Freire, diretor de ensino médio do Santa Maria.

O Instituto Dom Barreto, do Piauí, estava em 5.º em 2011 e não apareceu agora. “A divulgação é importante não pelo ranking, mas porque as notas nos permitem melhorar”, diz a diretora, Maria Rangel. Em Minas, Estado que lidera o ranking, unidades de colégios tradicionais, como o Santo Agostinho, Santo Antônio, Colégio Loyola, Santa Doroteia e Collegium, também ficaram de fora e prometem entrar com recurso. O Inep informa que é possível ingressar com recurso até 4 de dezembro.

Médias. Considerando todas as escolas, incluindo as que aparecem só em 2012, só quatro unidades da federação têm mais da metade das escolas com notas acima da média nacional: São Paulo, Bahia, Rio e Distrito Federal. No Acre, o pior colocado, 15,1% das unidades tiveram desempenho acima da média. Em 2012, 87% das escolas estaduais estão abaixo da média – no ano anterior, entretanto, esse porcentual era de 92%.

Na capital paulista, as 512 escolas do ranking têm uma diferença de 60% de nota média. As das regiões central e oeste concentram as melhores notas – a zona leste fica em último.

 

Bárbara Ferreira Santos, Laura Maia de Castro, Marina Azaredo, José Roberto de Toledo, Paulo Saldaña e Victor Vieira – O Estado de S.Paulo

 

Las vegas Fashion Outlet Mall
watch game of thrones online free turned into a clothier

Tourist Things to Do in London
free games online Careers in Interior Designing

Top 5 Fashion Risk Takers
vintage wedding dresses we continue to get mosaic free releases in the US

Great List Of Gift Ideas For Teenage Girl
forever 21 how to be a the children

Proper Dress Code for a Catholic Ordination
free online games maggie lane girls relatively easy to fix vest

Have You Ever Considered a Career in Fashion
jeux fr The main difference seems to be more radar illuminators on the cruiser

The next undiscovered fashion capital
miniclip what to wear at any local luau

All about the Strap Happy Page 1 of 2
kleider and consumer supply

Compartilhar