Região do Parque dos Lençóis terá campus do Instituto Federal do Maranhão

Região do Parque dos Lençóis terá campus do Instituto Federal do Maranhão

A cidade de Barreirinhas é o principal ponto de partida para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, reserva ecológica com 155 mil hectares de dunas, rios, lagoas e manguezais – equivalente à cidade de São Paulo (SP). Para garantir a qualificação da mão-de-obra local, que atua, sobretudo, nas áreas do turismo e da pesca, será construído um campus do Instituto Federal do Maranhão (antigo Cefet-MA) nesse município. A obra está orçada em quase cinco milhões de reais e faz parte do projeto de expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica no estado.
 
A previsão é que as obras comecem em fevereiro, com prazo de 240 dias para a execução. “Serão criados, em média, 100 empregos diretos, durante a construção do campus”, afirma a engenheira Roseana Correia, sócia da construtora vencedora da licitação.
 
O campus foi projetado em uma área de 4,5 mil metros quadrados. Serão erguidos dois blocos e dois pavimentos dotados de 12 laboratórios, 15 salas de aula, auditório, salas de diretor, de reunião, de professores e de atendimento ao aluno, copa, atendimento médico, departamentos pedagógico e administrativo, secretaria escolar, cantina, centro de processamento de dados, área de vivência e biblioteca.
 
A capacidade total de atendimento será de 1.800 alunos em três turnos. “Trabalhamos com a implantação de três eixos educacionais: recursos pesqueiros, turismo e eletromecânica”, informa o reitor Ferreira Costa.
 
No Campus Barreirinhas serão oferecidos, além da educação profissional, cursos de graduação e pós-graduação. “O novo campus já nasce contemplado pelo MEC com o curso de especialização em educação profissional de jovens e adultos – Proeja -, que será realizado na forma presencial em Barreirinhas”, explica Regina Muniz, diretora do campus.
 
Hoje, o Instituto Federal já mantém cursos da área agrícola na região, em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) através do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera).

Compartilhar