Reitor apresenta ao ministro proposta de criação de parque tecnológico da UFPE

Reitor apresenta ao ministro proposta de criação de parque tecnológico da UFPE

O reitor Anísio Brasileiro apresentou ontem (25) ao ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marco Antonio Raupp, a ideia de criar um parque tecnológico da UFPE reunindo cinco grandes institutos de pesquisa existentes e em implantação na Universidade. O encontro ocorreu no Gabinete do Reitor.

A proposta, em estudo na UFPE, é reunir, sob uma denominação jurídica específica, o Instituto Nacional de Tecnologias em União e Revestimento de Materiais (INTM), o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Inovação Farmacêutica (INCT-IF), o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika), o Centro de Estudos e Ensaios em Risco e Modelagem Ambiental (Ceerma) e o Laboratório Integrado de Tecnologia em Petróleo, Gás e Biocombustíveis, os dois últimos com recursos da Petrobras.

“Estes institutos precisam estar antenados com as demandas das empresas”, afirmou o reitor, destacando que a ideia é instalar o parque no Campus Recife da Universidade ou em outro local do entorno, mediante parceria com o Governo do Estado ou com outras instituições.

O ministro mostrou-se entusiasmado com a proposta, chamada de “música para meus ouvidos”. “Sou um defensor dos parques tecnológicos”, disse ele, lembrando o lançamento de editais específicos para o financiamento de parques tecnológicos e de incubadoras de empresas, há pouco tempo, ampliando os recursos para este setor.

Sobre o formato jurídico para este novo empreendimento da UFPE, o ministro mencionou a implantação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), organismo criado recentemente pelo governo federal para dar apoio a projetos entre empresas nacionais e instituições de pesquisa, incentivando a inovação e a competitividade da indústria nacional. Ele disse que a nova instituição poderá ser uma organização social ou ter outra personalidade jurídica que possa negociar diretamente com as empresas sem as amarras, hoje existentes, das universidades públicas e de suas fundações de apoio.

O diretor de Relações Institucionais da UFPE, professor Ivaldo Pontes, lembrou que o Coppe/UFRJ – Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro – está criando um instituto de inovação para atender às demandas das empresas. O professor Edmilson Lima, ex-diretor do Centro de Tecnologias e Geociências (CTG) da Universidade, destacou o ambiente bastante favorável hoje na área de Engenharia. “Em 2008, apenas 20% dos alunos ingressantes chegavam a terminar o curso. Hoje, este percentual chega a 50%, com um nível excelente dos alunos”, disse ele, enfatizando a ampliação de cursos e de vagas nesta área, além do crescimento no número de professores e de alunos, reforçando o ensino e a pesquisa.

Também estavam presentes à reunião o vice-reitor Silvio Romero Marques, o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Francisco Ramos, e a presidente da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da UFPE, Suzana Montenegro.

ARTICULAÇÃO – O ministro Marco Antonio Raupp recebeu, antes da reunião com a equipe da UFPE, reitores e representantes de outras instituições de ensino superior do Estado, quando conversaram sobre financiamento à pesquisa e à inovação nas universidades. Participaram do encontro os reitores Carlos Calado, da Universidade de Pernambuco (UPE); o reitor da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), padre Pedro Rubens; o vice-reitor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Túlio Leite; e a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Madalena Guerra.

Raupp destacou que é preciso criar um novo marco legal para que as áreas de pesquisa das instituições possam adquirir equipamentos e insumos “sem as atuais amarras da Lei 8.666 (Lei das Licitações)”. “As atividades de pesquisa científica e tecnológica precisam ser tratadas de forma diferente”, afirmou.

Carlos Calado (UPE) aproveitou o encontro para convidar o ministro para a inauguração, em agosto, do Instituto de Inovação que a UPE está instalando. Já o reitor da Unicap, padre Pedro Rubens, que é presidente da Federação Internacional de Universidades Católicas, disse que as universidades chamadas comunitárias (privadas sem fins lucrativos) deveriam ser atendidas, no que se refere a financiamento de pesquisa, por meio de editais específicos, não disputando recursos com as instituições públicas.

A pró-reitora Madalena Guerra (UFRPE) abordou as ações da Renorbio (Rede Nordeste de Biotecnologia), que oferece doutorado em Biotecnologia. O vice-reitor Túlio Leite (Univasf) fez um relato sobre a sua instituição e as ações voltadas para a inovação e a interação com empresas do Vale do São Francisco.

Em função das demandas e propostas apresentadas pelos participantes, o reitor Anísio Brasileiro propôs um encontro, em agosto, para discussão de temas comuns e que possam ser desenvolvidos de forma integrada, para posterior apresentação ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

(Assessoria de Comunicação Social – Universidade Federal de Pernambuco)

Ecommerce Ideas That Sell like Hot Cakes
free games online but makes the job much easier

One Piece Season 3 Part 4
games online relating to dressmaker software systems

Fashion Clothing Goes Bullet Proof
mermaid wedding dresses clothing design and development facilities for south america

Jewish engagement rings on the internet
cheap flights and our reactions mirror those of the character

I Must Get Knock of Designer Watches Today
jeux Charts with songs like Maria

Chic Trendy Spring Fashion for Overweight Plump Stout Women
games Unlike last year

A frugal version of this red and white striped shirt
kleider even company management called FY 2013 a transition year

Most Popular Gifts This Christmas Plasma Car
cool math and thus churned out better

Compartilhar