Reitores assinam cooperação entre UFPE e MEPhI, da Rússia

Reitores assinam cooperação entre UFPE e MEPhI, da Rússia

A MEPhI é a universidade russa em 1º lugar no Projeto 5/100, através do qual as principais instituições de ensino superior daquele país deverão buscar se colocar entre as cem primeiras do mundo.

O reitor Anísio Brasileiro e o reitor Mikhail Strikhanov, da National Research Nuclear University MEPhI (Moscow Engineering Physics Institute), de Moscou, na Rússia, assinaram ontem (3), na capital russa, um Memorando de Entendimento (MOU) para possibilitar maior cooperação entre as duas instituições.
Participaram do encontro o professor Anderson Gomes, do Departamento de Física da UFPE; o professor Paras Prasad, Doutor Honoris Causa da UFPE e docente da Universidade de Bufallo (Estados Unidos); o professor Andrei Kabashin, da Universidade Aix-Marseille e MEPhI; e a representante da embaixada brasileira em Moscou, a ministra conselheira Gilda Neves.

Passando por um processo de modernização, a MEPhI é a universidade russa em 1º lugar no Projeto 5/100, através do qual as principais instituições de ensino superior daquele país deverão buscar se colocar entre as cem primeiras do mundo. Atualmente, de acordo com o ranking RUR, a MEPhI é a segunda universidade da Rússia naquele ranking.

“Esta é a primeira cooperação da UFPE assinada com uma universidade russa”, destacou o reitor Anísio Brasileiro. “O acordo assinado com a MEPhI é de extrema importância estratégica porque é a melhor universidade na Rússia na área de tecnologias e eles agora estão estruturando cinco laboratórios que são de natureza interdisciplinar”, enfatizou. Segundo ele, o laboratório com o qual o professor Anderson coopera trata das aplicações das tecnologias ligadas à óptica, à nanotecnologia, a materiais, aplicações à medicina e à odontologia, e também na área de biociências. “A natureza interdisciplinar dos institutos que compõem a universidade russa é extremamente relevante para nós”, acrescentou ele.

Ainda como parte da programação da visita, hoje foi realizado um seminário com a presença do reitor Anísio Brasileiro, dos professores Paras Prasad e Anderson Gomes, que apresentou os institutos de Fotônica e de Inovação Terapêutica (este último coordenado pela professora Maíra Pitta) da UFPE.

Anísio acertou a visita de uma delegação russa ao Recife em abril/maio de 2019, para estreitar os laços e identificar as oportunidades concretas de colaboração científica entre as duas instituições em áreas além da Física, bem como discutir mobilidade estudantil e de professores. Ainda esta ano, uma missão técnica da MEPhI visitará a UFPE em preparação ao evento de 2019.

INÍCIO – A aproximação das duas instituições se deu em 2014, quando o reitor da UFPE e a diretora de Relações Internacionais, Leonor Maia, participaram de um encontro promovido pela Andifes com a participação de 13 universidades federais brasileiras em Moscou, com o objetivo de desenvolver cooperações com universidades da Rússia. Naquela ocasião, a UFPE avançou suas cooperações com o professor Anderson Gomes que iniciou atividades com a MEPhI na área de Física.

Compartilhar