Reitores de universidades federais vêm à UnB manifestar apoio

Reitores de universidades federais vêm à UnB manifestar apoio

Conselho Pleno de reitores se reuniu na universidade para reafirmar solidariedade contra acusações de perseguição política

O conselho pleno de reitores da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes) se reuniu na Universidade de Brasília nesta quarta-feira, 17 de agosto. O propósito dos reitores foi o de afirmar apoio à UnB contra a reportagem Madraçal do Planalto, publicada pela revista Veja em 4 de julho. A matéria afirma que a UnB se transformou em ambiente de perseguição política.

“Esse encontro aqui, na UnB, reafirma nosso reconhecimento de que a UnB é e continua a ser uma instituição plural, aberta, e importante para o país, e que tem como reitor um professor reconhecido por sua atuação em prol da educação, dos direitos humanos e de uma universidade que respeita a diversidade”, afirmou o presidente da Andifes, João Luiz Martins, reitor da Universidade Federal de Ouro Preto.

A escolha da Universidade de Brasília como sede da reunião, que acontece uma vez por mês, foi aprovada pelos reitores no último encontro da Andifes, no dia 13 de julho, na Universidade Federal de Goiás (UFG), durante o 63º encontro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Em nota, aprovada na ocasião, os reitores declararam que a reportagem de Veja “não reflete a realidade acadêmica e institucional da Universidade de Brasília”. Leia mais aqui.

Ao ser convidado pelo presidente para Andifes para compor a mesa de aberta da reunião e se manifestar, o reitor José Geraldo afirmou que a vinda dos reitores à UnB tem duplo significado. “Primeiro, a honra de ter presente na Universidade, distinguindo essa instituição, os reitores das instituições de ensino superior brasileiras que integram a Andifes, especialmente porque o fazem se deslocando da sede da entidade, que é na própria cidade”, disse. “Segundo, porque o gesto traduz a confirmação de confiança na Universidade e solidariedade com a instituição”.

Compartilhar