Reitores fazem reunião extraordinária em julho

Reitores fazem reunião extraordinária em julho

O Conselho Pleno extraordinário da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), realizado no último dia 8 de julho, debateu sobre orçamento das Universidades Federais, tratou de assunto relacionados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) e das Procuradorias Federais que atuam no assessoramento e consultoria das universidades. No encontro também foi aprovada a criação da Comissão de Acompanhamento das Novas Universidades Federais.

A Diretoria Executiva da Andifes iniciou a reunião dando informes sobre suas últimas atividades, como a reunião com o secretário executivo do Ministério da Educação (MEC), Luiz Cláudio, que tratou especificamente a respeito da garantia das bolsas do PIBID e PARFOR. De acordo com o presidente Targino de Araújo, o ministério se comprometeu em manter as bolsas e que os programas ligados à Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADIR) e à Secretaria de educação Básica (SEB), que são executados na rubrica 20 RJ, deverão ser tratados diretamente entre as Universidades Federais e as respectivas secretarias.

mago

Em seguida a reitora Margareth Diniz (UFPB), que representa da Andifes no Comitê Gestor do REHUF, fez um balanço da reunião com o novo presidente da EBSERH, Newton Lima Neto. Segundo ela, o presidente da Empesa propôs que a Andifes encaminhasse um documento sobre as demandas de terceirizados nas universidades e informou que será criado um mestrado profissional na área hospitalar para capacitação dos servidores. A reitora relatou ainda que durante a reunião do Conselho da EBSERH foi apresentada uma planilha orçamentária dos hospitais universitários de 2014 e informado sobre o orçamento de 2015.

cojulho3

A respeito do orçamento das universidades para 2016 o presidente da Comissão de Orçamento da Andifes, reitor Zaki Akel (UFPR), disse que o MEC ainda não informou os limites, mas que no dia 9 de julho haveria a primeira reunião sobre o tema. O coordenador do Fórum de Pró-reitores de Planejamento de Administração, Tomás Sant´Ana, apresentou aos reitores a novo modelo da Matriz de OCC e a recém-criada Matriz da Educação a Distância. O Conselho decidiu que após a finalização dos trabalhos da Comissão de Modelos do Forplad, o modelo proposto será consolidado e aprovado.

cpjulho2

A atividade dos procuradores federais nas universidades entrou na pauta da reunião da Andifes devido ao movimento que a Advocacia-Geral da União (AGU) enfrenta nos últimos meses sobre a valorização da carreira. Os reitores se mostraram preocupados com a situação por avaliarem que a mobilização pode afetar as atividades de assessoramento e consultoria. O presidente Targino de Araújo informou que a Andifes está acompanhado a situação e que mantém diálogo com o chefe da Procuradoria Federal, Renato Vieira, sobre possíveis implicações do movimento nas universidades.

O reitor da Universidade Federal do ABC (UFABC), Klaus Capelle, entregou a todos os dirigentes a Carta de Santo André, resultado de uma reunião entre reitores das mais recentes Universidades Federais criadas. A carta apresenta os desafios e projetos destas instituições e pede atenção do MEC e do Congresso para diversos temas que podem trazer avanços para estas instituições. Diante dos argumentos pontuados, o colegiado aprovou a criação da Comissão de Acompanhamento das Novas Universidades Federais, ligada à Andifes e que discutirá as demandas desse grupo de universidades.


Andifes

Compartilhar