Saúde e Educação aprovam projeto do Campus Dona Lindu

Saúde e Educação aprovam projeto do Campus Dona Lindu

A comunidade do Campus Dona Lindu comemora a aprovação pelos Ministérios da Saúde e da Educação do projeto para participação em 2010 e 2011 no Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde). O projeto da UFSJ foi elaborado em parceria com a Secredtaria Municipal de Saúde de Divinópolis, tendo sido aprovado no edital lançado em setembro do ano passado pelos dois ministérios.

O PET-Saúde foi instituído no país em 2008 e visa à qualificação em serviço dos profissionais da saúde, bem como à iniciação ao trabalho e vivências dirigidas aos estudantes dos cursos de graduação, de acordo com as necessidades de avanços na implementação do Sistema Único de Saúde (SUS). O Programa é direcionado às instituições de ensino superior e às Secretarias Municipais de Saúde. Cada grupo PET-Saúde é formado por um tutor acadêmico (professor), 30 estudantes e seis preceptores (profissional do serviço).

No edital do ano passado as instituições universitárias e as Secretarias Municipais de Saúde foram convocadas a apresentar propostas com vistas à participação no PET-Saúde para os anos letivos de 2010 e 2011. Foram aprovados 112 projetos de um total de 128 submetidos por todas as regiões do Brasil.

UFSJ

Segundo os coordenadores do projeto da UFSJ, a proposta contemplou quatro propostas que foram construídas levando em consideração “a integração das grandes áreas de pesquisa, o Plano Municipal de Saúde e seus indicativos sobre as reais necessidades de qualificação da Atenção Básica, as demandas da SEMUSA e a expertise dos tutores acadêmicos da UFSJ”.

Os temas de cada grupo tutorial (veja relação abaixo) buscam contemplar a interdisciplinaridade e trabalho multiprofissional com foco na promoção da saúde, prevenção de agravos e de reorganização da atenção á saúde.

O projeto PET-Saúde da UFSJ é formado por quatro grupos tutoriais, com a participação dos quatro cursos da UFSJ oferecidos no campus Dona Lindu: bioquímica, farmácia, enfermagem e medicina. De forma geral, a proposta envolve diretamente um coordenador geral, 4 tutores acadêmicos, 120 alunos de graduação, sendo 48 deles potenciais bolsistas, 24 preceptores dos serviços de saúde de Divinópolis além de 21 membros do Núcleo de Excelência Clínica. O PET-Saúde da UFSJ envolverá diretamente um contingente de 170 pessoas.

A redação da proposta da UFSJ foi coordenada pela professora Clareci Silva Cardoso em parceria com os professores Denise Alves Guimarães, Marcelo Dalla Vecchia e Tarcísio Laerte Gontijo.

Confira os temas de cada subprojeto e seus tutores acadêmicos

1) Educação em saúde e meio ambiente: ações integradas para promoção da saúde da criança nas escolas de ensino fundamental da rede municipal urbana Divinópolis – Prof. Eduardo Sérgio da Silva

2) Prevenção e diagnóstico precoce da infecção pelo HIV e de hepatites virais em unidades de Atenção Básica – Profa. Rosangela Franco Guedes Ferreira

3) Problemas relacionados ao uso de psicotrópicos na Atenção Básica à Saúde: uma abordagem interdisciplinar – Profa. Simone de Araújo Medina Mendonça

4) Projeto Gerar, Nascer e Crescer: uma intervenção de saúde – Profa. Virgínia Junqueira Oliveira

Compartilhar