Seminário aborda desafios da vida acadêmica de estudantes africanos no Ceará

Seminário aborda desafios da vida acadêmica de estudantes africanos no Ceará

O projeto de extensão TI2EA, em parceria com o Departamento de Computação da Universidade Federal do Ceará, promove nesta terça-feira (29), a partir das 14h, no auditório do bloco 910, no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra (Av. Mister Hull, s/n) o seminário Filhos da África: Desafios da Inserção e Adaptação dos Estudantes Africanos na Vida Acadêmica. O evento abordará os desafios dos estudantes africanos na vida acadêmica na UFC e na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), além de discutir as experiências afrodiaspóricas.

O público-alvo são os estudantes africanos e brasileiros de ensino superior da UFC e Unilab e demais instituições de ensino superior. A programação tem início às 14h15min com o painel “Adaptação e inserção dos estudantes africanos na vida acadêmica no âmbito da UFC”, com mediação do Prof. José Maria da Silva Monteiro Filho, do Departamento de Computação da UFC. O evento contará ainda com apresentações culturais e um segundo painel, de tema “Experiências afrodiaspóricas e o caminho de volta: empreendedorismo e relações entre África e Brasil”, com mediação de Ildo Ramos.

O evento não necessita de inscrição, bastando comparecer ao local. Haverá emissão de certificado de participação.

O PROJETO – Visa empregar os diferentes recursos proporcionados pela tecnologia da informação e comunicação com a finalidade de facilitar a adaptação e alavancar a capacidade de alunos africanos que estudam em instituições de ensino superior no estado do Ceará, principalmente na UFC e na Unilab. Atua em sete eixos: vida universitária, educação econômica, saúde, comunicação, cultura e lazer, educação ambiental, e, por fim, social. Os temas são abordados virtualmente, bem como presencialmente, por meio de palestras, grupos de estudo e oficinas.

 

Fonte: Prof. José Maria da Silva Monteiro Filho, do Departamento de Computação – fone 85 3366 9845

Compartilhar