Seminário sobre vestibular reúne representantes de universidades públicas do Rio

Seminário sobre vestibular reúne representantes de universidades públicas do Rio

De 7 a 10 de junho, está sendo realizado o Seminário de Acesso ao Ensino Superior (Saes), com o tema "A Unificação do Vestibular", evento que ocorre anualmente e reúne as comissões de vestibular das universidades públicas de todo o país. Devido à mudança proposta pelo Ministério da Educação de unificar o vestibular por meio da reformulação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o encontro deste ano contará com a presença de diversas autoridades da educação.

Na cerimônia de abertura, dia 7, domingo, às 19h, estiveram presentes a secretária de Educação Superior (SeSu) do MEC, Maria Paula Dallari Bucci, os reitores Roberto Salles (UFF), Malvina Tuttman (Unirio), Ricardo Motta (UFRRJ), bem como diretores do Cefet–RJ, Ence e Ifet–RJ. 

A programação do seminário, nos dias 8, 9 e 10, que inclui mesas-redondas, contará com participação da secretária estadual de Educação do Rio de Janeiro, Tereza Porto; do presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Rio de Janeiro, Edgar Flexa Ribeiro; e do presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Reynaldo Fernandes, dentre outros.No dia 8 de junho, as atividades serão realizadas, a partir das 8h, em Niterói, no Quality Hotel de Camboinhas.
Outras informações e toda a programação podem ser obtidas no site http://www.proac.uff.br/saes/.

Metodologia de Avaliação do Novo Enem
Unificação dos vestibulares, ferramentas de avaliação do Enem e Teoria da Resposta ao Item (TRI) foram os temas abordados na primeira mesa-redonda do Saes 2009, realizada no dia 08 de junho. Compuseram a mesa o Prof. Roberto Salles, reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Dorivan Ferreira, Coordenador-Geral de Exames para Certificação – INEP, Ana Carolina Leitchevisky, Fundação Cesgranrio, João Roberto Moreira Alves, Presidente do Instituto de Pesquisas Avançadas em Educação – Ipae e a reitora Malvina Tuttman (Unirio), como mediadora.

Ana Carolina Leitchevisky apresentou a Teoria da Resposta ao Item (TRI), e explicou que o novo sistema que será empregado no Exame Nacional, é centrado na avaliação dos itens, buscando medir a proficiência do aluno. Com a TRI cada questão tem um peso de acordo com o grau de dificuldade em três conjuntos – fáceis, médias e difíceis. O novo sistema permite um tratamento mais justo, na medida em que confere maior pontuação para questões que requerem conhecimento mais aprofundado das disciplinas.

A professora Malvina Tuttman destacou a importância da temática do novo Enem estar atrelada à democratização do acesso aos cursos de graduação. Para ela, “a avaliação não pode ser punitiva tem que ser muito mais uma forma de incentivo do que de exclusão”. Dorivan Ferreira fez um breve histórico do exame de avaliação do Ensino Médio e ressaltou o fato de as instituições da rede pública adotarem o currículo exigido pelo Estado, equanto as particulares se baseiam nos conteúdos e critérios usados para o acesso às Universidades.

O presidente do IPAE, João Roberto Moreira Alves, apresentou o Cenário da Educação Superior no estado do Rio de Janeiro, apontando ameaças e oportunidades para o acesso ao ensino público. Fatores como o baixo número de concluintes e a violência no cotidiano dos jovens são alguns dos obstáculos para uma educação de qualidade.

“Gestão Financeira do Vestibular: Legalidade, Mobilidade e Moralidade” é o tema da palestra de amanhã, 09 de junho. À tarde serão realizadas duas mesas, com os temas “Redação de Vestibular” e “Comunicação com a Imprensa – Vestibular: Notícia ou Espetáculo?”. O Saes reúne anualmente as comissões de vestibulares para debates e discussões que resultem em reflexões propositivas para o aperfeiçoamento dos processos seletivos de acesso ao ensino superior. Este ano a organização do SAES coube às universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro. Face à mudança proposta pelo Ministério da Educação de unificar o vestibular através da reformulação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), as formas de acesso ás universidades ganharam maior visibilidade, o que traz para o Saes 2009 uma relevância nacional.

Compartilhar