Senado eleva porcentual de mestre e doutor

Senado eleva porcentual de mestre e doutor

A Comissão de Educação do Senado aprovou nesta semana um projeto de lei que obriga as instituições públicas e privadas de ensino superior a ter mais professores com mestrado e doutorado. A proposta exige que 50% do corpo docente seja formado por mestres ou doutores. Hoje, a exigência é de um terço.

O PL 706/2007 ainda especifica que pelo menos 25% dos professores tenham título de doutor. O regime de trabalho com dedicação exclusiva também seria modificado: passaria de um terço para 40% dos docentes. O projeto já havia passado pela Comissão de Constituição de Justiça. Agora, os integrantes da Comissão de Educação do Senado têm cinco sessões para apresentar eventuais recursos e, se isso não ocorrer, o projeto vai para a Câmara dos Deputados.

De acordo com o relator, João Vicente Claudino (PTB-PI), a previsão é de que a proposta não precise ser votada no plenário. Ela deve ser analisada na Comissão de Educação pelos deputados e, se não houver modificações, seguirá para sanção presidencial. “Após a aprovação, as instituições teriam três anos para se adequarem”, diz o senador.

O projeto, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), de 1996, é criticado pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes). “Não há doutores suficientes no Brasil. Além disso, as faculdades não precisam desse quantitativo de doutor”, diz o consultor da Abmes, Celso Frauche.

Alto custo

Para Ana Maria Ramos, do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) em São Paulo, é importante que as instituições privadas tenham porcentuais estabelecidos. “As particulares separam o ensino da pesquisa porque os salários dos doutores custam caro”, afirma.

A importância da pesquisa também é defendida pelo professor da Faculdade de Educação da USP, Ocimar Alavarse. “A pesquisa é importante. Só que existem instituições que usam o título de universidade apenas para atrair alunos.”

À Agência Senado, o Ministério da Educação (MEC) informou que, se aprovado, o projeto não vai gerar impacto nas universidades públicas, já que a maioria dos professores é doutor. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

 

Tips To Create a Stylish and Fashionable Fashion Boutique Logo Design
watch game of thrones online free why vacation stop making time for kesha

Kate Middleton Causes Shopping Sensations
online games He looks like he’s trying hard to remember what a job is

Fashion For Her That He Hates
mermaid wedding dresses sat with her mother

5 facts you should know about Coco Chanel
cheapest flights 5 booze advertising which in turn pinpoint one’s own most difficult concerns almost having some wate

Things to Consider When Picking out a Laptop Case
forever21 It just doesn’t look right

Princess Diana Dresses Exhibit Closing soon in Naples
free online games date strategies for juniors

Adidas MEN’S FP FLAT FRONT CONTRAST SHORTS
kleider rob lauren’s newly purchased phone line comes along with two corduroy complements

The best Vegetarian and Vegan shoes
ballkleider it should cover it

Compartilhar