Sessão especial homenageia os 110 anos da Universidade Federal do Amazonas

Sessão especial homenageia os 110 anos da Universidade Federal do Amazonas

O Plenário do Senado promove na próxima terça-feira (19) uma sessão especial para a homenagear os 110 anos da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Autor do requerimento, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) destaca a relevância dos serviços educacionais prestados pela Ufam à sociedade amazonense no processo de formação e geração de conhecimento. A sessão está marcada para as 10h.

Considerada a mais antiga instituição de ensino superior e pública em atividade no Brasil, conforme Certificado do Guiness Book — O livro dos Recordes, a Ufam foi fundada em 17 de janeiro de 1909, sendo herdeira da Escola Universitária Livre de Manáos, fundada pelo tenente-coronel do Clube de Guarda Nacional do Amazonas, Joaquim Eulália Chaves. Para o autor da proposta, ao longo de sua existência, a Ufam não se limitou apenas à capital. Comprometida com a sociedade, tornou-se multicampi a partir de 2006, expandindo sua estrutura aos municípios de Benjamin Constant, Coari, Humaitá, Itacoatiara e Parintins, permitindo a descentralização do conhecimento e ofertando ensino superior aos amazônidas que vivem nas regiões mais remotas do estado.

O senador ressaltou ainda que a universidade sempre se empenhou para fomentar o conhecimento, buscando proximidade com a comunidade acadêmica, a sociedade e seus anseios na difusão de saberes. “Saberes comprometidos com a verdade, por ser ela a base da construção do conhecimento; saberes comprometidos com a Justiça, por ser ela o sustentáculo das relações entre humanos; saberes comprometidos com a igualdade, por ser ela o esteio da estrutura social e inerente à condição humana; saberes que atendam aos problemas da humanidade como um todo, sem restrições temporais e espaciais; saberes comprometidos com a ruptura e a inovação, com a busca do conhecimento, do inédito, da transformação; saberes que possibilitam a convivência da dicotomia do novo com o antigo, da inovação com a preservação, da construção com a superação”, explicou Braga.

Fonte: Agência Senado

Compartilhar