Trabalhadores da UFTM não aceitam empresa para serviço hospitalar

Trabalhadores da UFTM não aceitam empresa para serviço hospitalar

Manifestantes do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior (Sinte-Med) de Uberaba se mobilizaram na tarde de ontem (03). O objetivo foi entregar uma carta de reivindicações ao reitor da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Virmondes Rodrigues Junior.

Na carta de reivindicações está o posicionamento contário do Sindicato em relação a MP 520/2010 medida que cria a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), para atender à necessidade de resolver o impasse dos trabalhadores terceirizados nos Hospitais Universitários. Outros dois temas também são abordados na carta – a campanha salarial, e o posicionamento contrário do sindicato ao projeto de lei apresentado pela presidente Dilma Rousseff, de congelamento dos salários da categoria durante 10 anos.

A manifestação que aconteceu em várias cidades de todo o país ao mesmo tempo na tarde de ontem (03) marcou o início da luta do Sindicato contra a medida. No próximo dia 16, as caravanas vão se reunir em Brasília para entregar essa mesma carta de reivindicações aos parlamentares.

Segundo a coordenadora geral do Sinte-Met em Uberaba, Mirtes Reis, os servidores do município vão apoiar totalmente a manifestação nacional. No entanto, a mobilização vai ser parcial uma vez que o Hospital das Clínicas é de Urgência e Emergência. “Não podemos prejudicar o trabalho que é realizado, pois nossa maior preocupação com a entrega das reivindicações é manter um atendimento de qualidade, e que seja 100% SUS”, finaliza Mirtes.

Compartilhar