UFABC atinge marca de mil alunos participantes no programa Ciência sem fronteiras

UFABC atinge marca de mil alunos participantes no programa Ciência sem fronteiras

A Universidade Federal do ABC atingiu a marca de mil alunos participantes no “Ciência sem fronteiras”, programa do governo federal que tem como objetivo aumentar a presença de estudantes e pesquisadores brasileiros em instituições de ensino no exterior. O número é referente a discentes de graduação que participam da modalidade de bolsas que oferecem auxílio para instalação, material didático, passagens aéreas e seguro saúde.
O aluno do Bacharelado em Ciência e Tecnologia Felipe Silva dos Santos, de 23 anos, é o milésimo beneficiado pelo “Ciência sem fronteiras” na UFABC. Morador de Santo André, o estudante deve embarcar para o Japão em setembro e está com grande expectativa para participar do programa. “É uma ansiedade que vai desde a inscrição até o momento da viagem, e que só deve passar quando eu estiver a caminho”, conta.

Santos ingressou na UFABC em 2011. O discente, que pretende participar de pesquisas durante o período em que estiver no exterior, optou pela ida até o país asiático por conta do idioma. “Meu primeiro critério na hora da escolha foi o idioma. Queria um país que aceitasse o idioma inglês, e que tivesse outra língua que eu pudesse aprender durante o período da viagem”, explica.

UFABC no Ciência sem fronteiras

Os Estados Unidos é o país que mais recebeu estudantes que ingressaram no “Ciência sem fronteiras” por meio da UFABC. Ao todo, as instituições de ensino norte-americanas foram o destino de 525 alunos. Os outros países que mais acolheram discentes da Universidade foram o Reino Unido, a Austrália e o Canadá, com 194, 168 e 147 alunos, respectivamente.

Os cursos específicos que enviaram o maior número de estudantes para o programa foram os de Engenharia de Gestão, Aeroespacial e de Instrumentação, Automação e Robótica, com 189, 131 e 130 discentes, respectivamente.


Assessoria de Comunicação e Imprensa UFABC

Compartilhar