Ufal – Hospital Universitário promove ações para Dia Mundial de Diabetes

Ufal – Hospital Universitário promove ações para Dia Mundial de Diabetes

Promover momentos de integração da equipe multidisciplinar e pacientes em acompanhamento do Diabetes tipo 1, por meio de ações educativas para o melhor controle metabólico e evitar o surgimento de doenças crônicas secundárias. Esse é o principal objetivo da programação Práticas Educativas em Diabetes tipo 1, para chamar a atenção sobre o Dia Mundial de Diabetes, comemorado em 14 de novembro.

No dia 14, às 9h, a programação oferecerá aos participantes teste de glicemia capilar, minicurso sobre o uso da Bomba de Infusão Contínua de Insulina, além de exposição de painel explicativo, no hall de entrada do Hospital.

A endocrinologista pediátrica do Ambulatório de Pediatria do HU, Yasmin Duarte, ressaltou a importância das ações educativas em saúde para o acompanhamento adequado do paciente com diabetes. “Visam alertar a população para o diagnóstico precoce pois, uma em cada duas pessoas com diabetes, não tem diagnóstico”, frisou.

A médica do HU ainda chamou a atenção para os aspectos de estilo de vida que mais estão associados ao aumento dos casos. “O diabetes atinge uma em cada 11 pessoas e até 2030 atingirá 522 milhões de pessoas no mundo, sendo que 80% dos casos de Diabetes tipo 2 podem ser evitados, observando fatores de risco como, sobrepeso, alimentação não saudável, falta de atividade física, história familiar e hipertensão. As pessoas com história familiar positiva devem fazer exames regulares. O diabetes tipo 1 é autoimune e tem causa genética e ambiental”, salientou.

De acordo com os profissionais da equipe multidisciplinar, a educação em saúde tem o objetivo de transmitir aos usuários conteúdos que esclareçam suas dúvidas e forneçam subsídios para o autocuidado e evitar doenças secundárias. “Essas ações visam também diminuir as complicações que estão associadas ao diagnóstico tardio ou tratamento inadequado, que são as doenças cardiovasculares, como infarto agudo do miocárdio, cegueira, amputação dos membros inferiores e falência renal”, esclareceu Yasmin Duarte.

O serviço da equipe multiprofissional, composta por profissionais de enfermagem, nutrição, psicologia e médico endocrinologista funciona desde 2015 e é voltado a familiares e pacientes atendidos pelo HU.  A equipe conta com cronograma de palestras e rodas de conversa, desenvolvidas ao longo do ano pelo ambulatório de Pediatria do Hospital. 

Sobre o Dia Mundial

Buscando chamar a atenção para os crescentes números de diagnósticos no mundo, a data foi instituída desde 1991, pela Organização Mundial de Saúde. O dia foi escolhido por ser o aniversário de Frederick Banting, que com Charles Best, conduziu as experiências que levaram à descoberta da insulina em 1921.

 

Compartilhar