UFC discute primeira infância nas políticas públicas

UFC discute primeira infância nas políticas públicas

Na tarde dessa terça-feira (19), o reitor da Universidade Federal do Ceará, Prof. Henry Campos, se reuniu, em seu gabinete, com dirigentes da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e da Porticus América Latina. As duas organizações não governamentais, sediadas em São Paulo (SP), atuam na promoção de políticas públicas destinadas a crianças de zero a seis anos de idade, período classificado por especialistas como Primeira Infância. Os participantes discutiram projetos e parcerias futuras nas áreas de saúde, educação e assistência social, e concordaram sobre a necessidade de sensibilizar gestores e a sociedade civil em torno de políticas prioritárias para esse público.

A pró-reitora de Extensão da UFC, Profª Márcia Machado, citou a contribuição estratégica da Universidade na expansão do programa “Cresça com seu filho”, que visa ao desenvolvimento psicossocial de crianças e à redução de vulnerabilidades sociais em Fortaleza. Nessa nova etapa, o programa será implementado pela Prefeitura em 50 bairros da Capital com o apoio do Instituto da Primeira Infância (IPREDE), projeto de extensão da UFC.

“A academia pode andar junto com o poder público e implementar políticas. Tanto na pesquisa como na extensão, temos vários professores e grupos que trabalham na área de primeira infância. Ao acompanhar de perto a comunidade, podemos experimentar modelos para subsidiar o governo local, e depois, expandir”, afirmou.

Segundo a Profª Márcia, recentemente, a UFC foi uma das instituições brasileiras escolhidas pelo Ministério da Saúde para elaborar o material didático de um curso sobre Desenvolvimento Infantil e a caderneta de vacinação da criança. O treinamento, concebido por uma equipe multidisciplinar de antropólogos, pedagogos e médicos da Universidade, ocorrerá em âmbito nacional, com o objetivo de capacitar cerca de 1.700 profissionais que atuam na rede pública de saúde e em reservas indígenas.

PARCERIAS INSTITUCIONAIS – No encontro, o reitor Henry Campos ressaltou as responsabilidades assumidas pela UFC como “fiel depositária de políticas de estado”, ao coordenar o Plano Fortaleza 2040 e a Plataforma Ceará 2050, com o planejamento a médio e longo prazos em múltiplas frentes para o desenvolvimento do município e do Estado.

“O cenário é favorável para inserir projetos e combinar esforços em prol da primeira infância. Mantemos parcerias sólidas com a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Ceará para a continuidade de políticas públicas. Por exemplo, no eixo ‘Educação Transformadora’, do Ceará 2050, além da educação, são contempladas saúde e geração de emprego e renda de forma multisetorial e interdisciplinar”, revelou o reitor.

Participaram da reunião o diretor de conhecimento aplicado da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Eduardo Marino; a analista Maíra Souza e a gerente de conhecimento aplicado daquela Fundação, Beatriz Abuchaim, além da gerente de programas da Porticus América Latina, Letícia Born.

Compartilhar