UFC inaugura Pavilhão Martins Filho, com reforma de prédio icônico do Modernismo

UFC inaugura Pavilhão Martins Filho, com reforma de prédio icônico do Modernismo

Datado de 1966, sendo um dos maiores representantes do modernismo em Fortaleza, o prédio situado no centro do pátio do Departamento de Arquitetura e Urbanismo foi reformado e entregue, na última sexta-feira, (16), à comunidade acadêmica. Recebendo o nome de Pavilhão Martins Filho, em homenagem ao Reitor à época de sua construção, o equipamento já está recebendo atividades do Curso de Design-Moda e da Pós-Graduação em Arquitetura.

De acordo com o chefe do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Romeu Duarte, o prédio passou por um minucioso trabalho de reforma que incluiu conservação geral, alteração de divisões e climatização nos ambientes. O edifício foi inaugurado em solenidade que contou com as presenças do chefe do departamento, do Vice-Reitor Custódio Almeida, do diretor do Centro de Tecnologia, Barros Neto, e da arquiteta que assinou o projeto original, há cinco décadas, Nícia Bormann.

O Pavilhão recebeu uma ilha de trabalho, uma oficina de design digital, a coordenação e as salas de aula do mestrado em Arquitetura. “O prédio é o resultado de uma tensão entre a necessidade física para a expansão dos cursos de Arquitetura e Design e a necessidade de preservação, de forma que não possibilite usos que subtraiam as características históricas do prédio”, destacou Custódio Almeida. “O que vale, o mais forte, é preservar a memória do Modernismo na UFC”, completou.

O prédio mescla, de forma harmoniosa, estrutura metálica com madeira. Inicialmente, era um galpão, sem parede, proposto para ser área de oficinas da Universidade. “A ideia era de um espaço livre, com ateliês abertos, que se comunicam entre si”, lembra a autora do projeto, Nícia Bormann. “Com a reforma, eles mantiveram a essência do prédio, mas fizeram alterações. Ficou muito bom”, avalia. Foram criadas novas entradas ao prédio, criando uma ligação com o pátio. Segundo ela, desde o início, a perspectiva era de que o prédio não fosse um edifício isolado, mas que se adequasse ao espaço onde está colocado. “É uma influência da Escola Carioca, de onde venho, essa história de ser mais liberado de certos engessamentos, mais adequado ao meio”, defende a arquiteta.

A inauguração do Pavilhão Martins Filho faz parte das comemorações do cinquentenário do Curso de Arquitetura e Urbanismo.

Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional – Universidade Federal do Ceará

Compartilhar