UFC – Reitor apresenta Parque Tecnológico ao setor produtivo

Esta quinta-feira (5) foi considerada de “importância histórica”, nas palavras do reitor da Universidade Federal do Ceará, Prof. Henry Campos, para a academia e a área de ciência e tecnologia do Estado.

Na mesma manhã, o reitor da UFC apresentou ao setor produtivo o Parque Tecnológico da Universidade, em implantação no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra, e participou do lançamento, pelo Governo do Estado, do quarto edital FUNCAP-INOVAFIT, que irá destinar R$ 10 milhões para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores, em áreas prioritárias para o Ceará.

A solenidade ocorreu no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), que ficou lotado de representantes de empresas – de startups a organizações já consolidadas –, cientistas da UFC e gestores estaduais. O governador Camilo Santana e o presidente da FIEC, Beto Studart, estiveram entre as autoridades presentes.

Veja imagens do evento no Flickr da UFC 

A ideia é que, por meio do Parque Tecnológico da UFC e de iniciativas como o edital FUNCAP-INOVAFIT, universidades, governo e mercado possam dar as mãos em busca de soluções inovadoras em áreas prioritárias para o Ceará, como água, energia, saúde, segurança pública, economia criativa, educação, dentre inúmeras outras.

“Fica aqui o convite à classe produtiva, às agências de desenvolvimento, para que se aliem a nós e para que o Parque Tecnológico seja uma contribuição significativa para o desenvolvimento do Ceará”, afirmou o reitor Henry Campos. “Em nenhuma nação desenvolvida, academia, Estado e setor produtivo andam separados”, reforçou o governador Camilo Santana.

PARQUE TECNOLÓGICO – Atualmente, várias instituições e empresas atuam em parceria com a Universidade – a exemplo da PETROBRAS, EMBRAPA, LG, Ericsson etc. – financiando laboratórios e pesquisas para a criação de produtos e projetos inovadores. A proposta é que, com o Parque Tecnológico, tais parcerias possam ser ampliadas, o que possibilitará mais conhecimento científico de ponta e mais inovação.

O parque terá uma área física de 229.301 metros quadrados no Campus do Pici, devendo, posteriormente, transbordar para outros campi, tanto na Capital quanto no Interior. Os primeiros editais de adesão de empresas ao parque serão lançados até 19 de outubro. A participação de parceiros se dará em diversas modalidades, com diferentes regras, tipos de contrapartida e objetivos.

Acesse outras informações sobre o funcionamento do parque

“Temos feito um trabalho há mais de dois anos. Tivemos a ousadia de propor e garantir a instalação do parque. Hoje, minha palavra é de agradecimento a órgãos como FUNCAP, SECITECE (Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior), FIEC, pelo envolvimento na construção desse equipamento”, afirmou o Prof. Henry.

EDITAL DE R$ 10 MILHÕES – Outro ponto alto da quinta-feira foi o lançamento do edital que irá destinar R$ 10 milhões para projetos inovadores, o edital FUNCAP-INOVAFIT. Os recursos são do Fundo e Inovação Tecnológica do Estado, gerenciados pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP).

Destinado a pequenas e médias empresas (com receita bruta anual de até R$ 10,5 milhões), o edital pretende estimular a colaboração entre o setor empresarial e a pesquisa científica. Isso porque, para submeter projetos, as empresas interessadas devem buscar parcerias com grupos de pesquisa, o que deverá envolver diretamente a UFC.

Foram eleitas 11 áreas prioritárias e serão privilegiados projetos que proponham alguma das seguintes abordagens: inteligência artificial, indústria 4.0, coleta e análise de dados (big data), internet das coisas (IOT, internet of things) e cidades inteligentes (smart cities).

Todos os detalhes do processo seletivo deverão ser vistos no próprio edital, que será lançado no site da FUNCAP (https://bit.ly/2IWKNKs) até esta sexta-feira (6).

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fone: 85 3366 7331

Compartilhe: