UFCA promove pesquisa sobre condições de trabalho de motoristas por aplicativo em parceria com universidades do Nordeste

UFCA promove pesquisa sobre condições de trabalho de motoristas por aplicativo em parceria com universidades do Nordeste

Seguindo a tendência nacional de expansão do uso de transporte por aplicativo, Juazeiro do Norte, em 30 de dezembro de 2019, aprovou a lei municipal nº 5.045, tornando-se a primeira cidade do interior do Estado a normatizar esses serviços. Mesmo com a regulamentação da atividade, as condições de trabalho de quem é motorista por aplicativo muitas vezes são controversas. Há quem prefira a flexibilidade de escolher o horário de trabalho, por exemplo. No entanto, existem aqueles que reclamam da necessidade de longas horas de jornada, para garantir a remuneração adequada, ou mesmo da falta de carteira assinada. Na busca por mapear os motivos que levam alguém a escolher essa atividade e as condições de trabalho, a Universidade Federal do Cariri (UFCA), por meio do Laboratório Interdisciplinar de Estudos em Gestão Social (Liegs), tem desenvolvido uma pesquisa com motoristas por aplicativo que trabalham em Juazeiro do Norte. Todos aqueles que prestam serviço por meio de qualquer um dos aplicativos de transporte vigente na cidade devem responder ao questionário on-line de 55 perguntas até o final de abril. A participação é anônima, e motoristas das cidades de Fortaleza, Salvador, Natal e Recife também podem participar, respondendo aos respectivos questionários. Questionário De acordo com o professor da UFCA que está coordenando a pesquisa, Jeová Torres, a ideia é perceber o olhar dos próprios atores sobre a atividade. “É fazer uma pesquisa que toca em vários aspectos da saúde do trabalho, das condições do ambiente de trabalho, que pra ele é o veículo, no aspecto do salário, da relação dele com a empresa do aplicativo. A gente pergunta se ele se sente empregado da empresa”, exemplifica o professor Jeová. Os temas do questionário estão divididos em cinco seções: dimensão Condições Contratuais (Seção 1), dimensão Condições Físicas e Materiais (Seção 2), dimensão Processos e Características da Atividade (Seção 3), dimensão Condições do Ambiente Sociogerencial (Seção 4) e Dados Gerais Sociodemográficos (Seção 5). Na Dimensão Condições Contratuais, há perguntas sobre sistema jurídico de trabalho, cobertura previdenciária, direitos trabalhistas. Na seção 2, os questionamentos giram em torno do local de trabalho, da ergonomia, dos equipamentos, da segurança, da saúde. Na seção 3, as perguntas são sobre controle, autonomia, cálculo do valor da remuneração pelas viagens, felicidade no trabalho. Na dimensão Condições do Ambiente Sociogerencial, existem questionamentos sobre a relação com outros motoristas e a violência no trabalho. Na última seção, estão perguntas sobre a idade, a cidade, a escolaridade, o estado civil, o que motivou o motorista a trabalhar por meio de aplicativo, as horas de trabalho, a renda mensal, entre outras. Juazeiro do Norte-CE Fortaleza-CE Salvador-BA Recife-PE Natal-RN Políticas públicas Um dos objetivos da pesquisa é auxiliar na orientação de políticas públicas para esse tipo de serviço, seja na melhoria de condições ou nas questões de regulamentação. As informações colhidas serão analisadas com base no levantamento teórico feito inicialmente pelos pesquisadores. “Se a gente consegue mostrar o que [os motoristas] pensam sobre o trabalho deles, pode auxiliar nas políticas públicas da relação de trabalho e no processo de regulamentação. Com esse intuito, queremos fazer também uma outra etapa da pesquisa, depois do questionário, de grupos focais com motoristas para poder conversar com eles”, explicou o professor Jeová. Além da UFCA, participam pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O estudo tem sido desenvolvido também com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). De acordo com o professor Jeová, para o próximo semestre, a ideia é permanecer estudando a economia do compartilhamento, mas, dessa vez, investigando os espaços de coworking, que são locais de trabalho compartilhados. Serviço Laboratório Interdisciplinar de Estudos em Gestão Social (Liegs/UFCA) Campus Juazeiro do Norte liegs.ccsa@ufca.edu.br

Fonte: https://ufca.edu.br

Compartilhar