UFERSA se reúne com Governo do RN

UFERSA se reúne com Governo do RN

O Fórum de Reitores das Universidades Públicas do Rio Grande do Norte teve sua primeira reunião com a Governadora do Estado, Fátima Bezerra. O encontro aconteceu na última sexta, 22, em Natal, na própria sede da Governadoria. Estavam presentes os Reitores Arimatea Matos, da Ufersa, Ângela Paiva, da UFRN, e Pedro Fernandes, da UERN, e o Reitor em exercício do IFRN, Márcio Adriano de Azevedo. Além dos representantes do Fórum, participaram do encontro o Vice-Governador, Antenor Cavalcanti, os secretários de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, da Administração e Recursos Humanos, Virginia Ferreira e da Educação, Getúlio Marques, e também o presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do RN, Gilton Sampaio.

Nesta primeira reunião, os representantes das instituições apresentaram a proposta do Fórum e relataram a situação da Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte, a Fapern. O novo dirigente da Fundação, o professor Gilton Sampaio, fez um balanço sobre o que encontrou da Fundação. Segundo ele, houve um abandono governamental com a Fapern.

“Houve um abandono governamental a Fapern em relação a perda de prazo, falta de prestação de contas, falta de pagamento de contrapartida. Estamos pedindo ajuda a cada um. Existe um descrédito em relação a Fapern, principalmente dos pesquisadores”, explicou Gilton.

O professor Gilton adiantou que está levantando informações, dados, e recebendo ajuda técnica para reerguer a Fundação de forma que ela possa voltar a estimular a ciência e a pesquisa no estado. No encontro foi constituída a nova diretoria técnica da Fapern com a presença de um representante da Ufersa, da UERN, da UFRN e do IFRN. O professor Ivanilson Maia, que também estava presente no encontro, será o representante da Ufersa e vice-presidente da Fundação ficando á frente da Diretoria Científica. A UERN ficará a frente da Presidência e Direção Geral, a UFRN ficará com a Direção de Desenvolvimento e Inovação e o IFRN com a Direção Administrativa e Financeira da Fundação

Além dos problemas da Fapern, o Fórum também mostrou os projetos que estão parados que envolvem as instituições com o estado. O exemplo disso é projeto da Infovia Potiguar que pretende interligar várias instituições do estado por meio da fibra óptica oferecendo, entre outros benefícios, internet de alta qualidade. Segundo a reitora da UFRN, a professora Ângela Paiva, já foram investidos R$ 7,5 milhões no ano passado só na Infovia. “É necessário ter esse contato com o Governo para mostrar a importância do projeto e também mostrar a incompletude da iniciativa”, explicou Ângela.

A Governadora Fátima Bezerra reconheceu o caos que se encontrava a Fapern e deu autonomia aos novos dirigentes para reerguer a Fundação, que é vinculada a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Fátima também comentou sobre a Infovia. “A Infovia é um programa de governo e é prioridade. Não me conformo em pleno século 21 essa tecnologia da Infovia não está presente nas escolas. Queremos conhecer a fundo o projeto”, explicou a Governadora.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, afirmou que a Fapern é uma entidade de interesse do estado, assim como a pesquisa. Nesse contexto, ele aproveitou para anunciar que esta semana o Governo vai criar a Câmara Setorial da Indústria e, em breve, vai iniciar outra Câmara Setorial, dessa vez com foco a Ciência e Tecnologia.

Segundo Jaime, a ideia é que essas políticas de apoio à pesquisa sejam de estado e não de governo, por isso a necessidade de levar para a assembleia um projeto de lei nesse sentido. Ainda de acordo com o Secretário, existe uma demanda de pesquisa aplicada nas empresas e a Fapern tem e terá um papel importante nessa relação. “Dentro da reforma do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial, o Proadi, vamos arranjar uma receita própria para a Fapern. Uma receita que pode chegar a R$ 2 milhões por ano”, afirmou.

Entre os encaminhamentos do encontro, ficou definida uma nova reunião, agendada para o final de março, que visa tratar mais especificamente da Infovia. A Governadora solicitou ao professor da UFRN, Sérgio Viana Fialho, uma apresentação mais profunda do projeto da Infovia.

“Precisamos manter uma agenda com o Fórum, temos o tema da conectividade e do parque tecnológico, entre outros assuntos. A questão da educação pode e deve trabalhar junto as instituições nos mais diversos campos e não só na formação de professores”, concluiu a Governadora.

O Reitor da Ufersa, o professor José de Arimatea de Matos, que hoje está frente da presidência do Fórum dos Reitores, reforçou o compromisso das instituições com o Governo do Estado mostrando a importância da educação e da pesquisa para o desenvolvimento do RN. O professor Arimatea finalizou o encontro convidando todos para o workshop sobre a indústria salineira, marcado para o dia 08 de março na Ufersa em Mossoró.

Compartilhar