UFF investe em cursos no interior do Rio há 40 anos

UFF investe em cursos no interior do Rio há 40 anos

Atualmente, federal Fluminense oferece 8.300 vagas em cada vestibular

Enquanto a maioria das universidades federais só conseguiu abrir campi no interior com a ajuda do Reuni (programa do governo federal), a interiorização já faz parte da história da UFF (federal Fluminense) há mais de 40 anos.

Em 1968, oito anos após ser fundada em Niterói, cidade vizinha ao Rio, a instituição abriu a Escola de Engenharia Industrial Metalúrgica, em Volta Redonda (a 134 km da capital).

Depois vieram os campi de Nova Friburgo, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes, Macaé, Angra dos Reis, Santo Antônio de Pádua, Itaperuna e Miracema.

“Estamos usando o Reuni para consolidar e expandir os campi que já existem. Alguns tinham apenas um ou dois cursos, então estamos abrindo mais”, afirma o coordenador do vestibular, Néliton Ventura.

A UFF também aproveitou o programa do governo federal para abrir mais vagas em quase todos os cursos que já existem. Há quatro anos eram oferecidos 5.300 postos. Hoje, são 8.300.

VESTIBULAR

Assim como na maioria dos vestibulares, o curso mais concorrido na federal Fluminense é o de medicina. Neste ano, foram 68,16 candidatos por vaga.

Em seguida estão as graduações de relações internacionais (34,86 c/v) e comunicação social – publicidade e propaganda (32,3 c/v).

“Nos últimos anos também aumentou muito a procura por graduações da área de engenharia. Essa maior demanda reflete o momento econômico que vivemos, com pré-sal, Olimpíada e Copa”, diz Ventura.

A universidade oferece 20% de suas vagas pelo Sisu (sistema que seleciona somente pela nota do Enem).

O vestibular é feito em duas fases: a primeira etapa cobra conteúdos de todas as disciplinas do ensino médio. Já a segunda tem questões de conhecimentos específicos, mais uma redação.

As provas são realizadas em cidades dos quatro Estados da região Sudeste e também em Brasília.

CONHEÇA A UFF
www.uff.br

IGC
A universidade tirou 4 na avaliação do MEC que mede a qualidade das instituições (nota vai de 1 a 5).

GRADUAÇÕES
São cerca de 90 cursos, oferecidos em nove cidades: Niterói (sede), Nova Friburgo, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes, Macaé, Angra dos Reis, Santo Antônio de Pádua, Itaperuna e Miracema.

ENADE
Tem 5 no Enade, a nota máxima, os cursos de administração, ciência da computação, ciências biológicas, física, química, química industrial, sistemas de computação e turismo. Outras 14 graduações têm nota 4 (segundo dados do site do MEC).

Compartilhar