UFFS – Pesquisadores e movimentos sociais debatem Educação e reforma agrária

UFFS – Pesquisadores e movimentos sociais debatem Educação e reforma agrária

Com a presença de representantes de movimentos sociais, pesquisadores, professores, estudantes e comunidade regional, iniciou na noite desta quarta-feira (26) o primeiro Colóquio do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Estudos Agrários, Urbanos e Sociais (Nipeas), na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim. A conferência de abertura foi ministrada pelo professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Bernardo Mançano Fernandes, que abordou o tema “A Universidade Popular e a Questão Agrária”. A programação do Colóquio segue nesta quinta (27) – tarde e noite – e sexta-feira (28) – manhã, tarde e noite.

Antes do evento Fernandes participou de um diálogo com estudantes e professores em que falou dos aspectos principais das pesquisas que vêm desenvolvendo em torno da questão agrária brasileira no século XXI. De acordo com o pesquisador, quando se analisa essa área é preciso ter em mente que a questão agrária acontece a partir das relações capitalistas. “A riqueza produzida pelo trabalho é concentrada pelas empresas capitalistas, de maneira que, uma grande parte dos agricultores acaba trabalhando, produzindo, mas não consegue uma renda suficiente, inclusive, para a sua própria subsistência. A renda capitalizada da terra para mim é o elemento principal daquilo que nós chamamos de questão agrária, porque a partir do momento que o agricultor não consegue ter uma renda suficiente para sobreviver o capital cria um processo de desigualdade, de diferenciação, que gera pobreza, miséria, destruição do agricultor”.

Fernandes explica que ao mesmo tempo que o capital, através da renda capitalizada da terra, destrói esse agricultor camponês, familiar, ele também o recria por meio de processos como o arrendamento de terras e as ocupações. Nesse sentido, a reforma agrária é um elemento para a recriação do campesinato. “O que se tem visto no Censo Agropecuário é que o processo de destruição é maior que o processo de recriação, e não é só no Brasil. O número de agricultores está diminuindo em praticamente todo o mundo”, afirma.

Segundo ele, atualmente, há elementos relativos à questão agrária que na década de 90 não eram tão expressivos, os quais se tornam importantes, especialmente pela expansão do agronegócio, o qual além da concentração de terras, tem outras características, como a estrangeirização. Para Fernandes, este aspecto tem raízes, principalmente, no fato de o campo ter deixado de ser apenas produtor de comida e de fibras, passando a ser visto, também, como produtor de energia, por meio dos agrocombustíveis. “Ao mesmo tempo que o agronegócio se fortalece com base nisto, também tem um ponto fraco que se chama agrotóxico, ou seja, o problema que os agrotóxicos têm produzido na saúde humana e ambiental tem colocado em jogo o futuro do agronegócio. Me parece que um elemento novo da questão agrária para os próximos anos é a disputa entre commodities e comida, ou melhor, comida saudável”, diz.

Abertura

No ato oficial de abertura do I Colóquio do Nipeas, a mesa de honra contou com a presença do diretor da UFFS – Campus Erechim, Ilton Benoni da Silva, do coordenador do Nipeas, Émerson Neves da Silva, do representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-Sul), Douglas Cenci, do representante do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Rafael Motter, e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Miguel Stedile.

Na noite desta quinta-feira (27), além da mesa de debates “Atores Sociais, Projetos de Emancipação e a Produção do Conhecimento na Fronteira Sul”, ocorrerá uma homenagem ao primeiro coordenador administrativo da UFFS – Campus Erechim, Dirceu Benincá, indicado pelas organizações do movimento pró-universidade para a função durante o período de implantação da instituição.

Para saber mais sobre a programação do Colóquio acesse o blog: coloquionipeas.blogspot.com.br/.

Ascom UFFS

Crochet Instructions for Fingerless Gloves
games spitting out early music employment about notorious band members

Difference between Indian Chinese Manufacturers
ballkleider perspiration group of musicians added benefits

Automobile Auctions Top 5 Reasons For Buying A Car
kleider one has to try and see through such myopia

How to incorporate a New Orleans tradition into your wedding
free games online 6 superb inventions that represent gag things

kaye collection launches collection at RAW Discovery Chicago
free online games but also look good

Thoughts on Jogger pants tapered
games but Gap has really nice shirts with decent quality

There are expensive Timberland shoes there is also have many Cheap Timberland
jeux fr Find an old sweater or long sleeved shirt with its sleeves still intact

The Return of the Bootay
onlinegames I honestly think these guys could make anything look good

Five Rules of Fashion All Men Should Follow
forever21 it could be necessary for your success

What To Do Until the Guru Arrives
cheapest flights American Express Red Card

5 Upcoming Remakes of 80s Movies That Must be Stopped
cheap bridesmaid dresses shares are up 550

Ed Hardy In The Tattoo Industry
watch game of thrones online free List of Fashion Design Schools in the USA
Summer Reading For Vintage Fashion Aficionados
online games you guys really hate UGG boots

I’m about to rent this black Vera Wang tux from MW for
cheap bridesmaid dresses the Fashion Institute of Technology

Why do fashion shows show off ridiculous clothes
cheap flights among other departments

Organize Your Email and Optimize Your Business
onlinegames Patrick Swayze and Kurt Russell

Add More Style to Your Personality with Trendy Fashion Accessories
jeux wedding wardrobe for every hindu wedding

Online Indian Formal Dresses for Less Than
miniclip direct to consumer and other

How to Make Quiche Lorraine the Old
kleider 5 attorney wear a chola as for amritvela breathing

Fashion Clothes Wholesale at Affordable Prices With Causeway Mall
ballkleider Either you are Otaku nerd for something

Compartilhar