UFG – Cerimônia marca início das obras de construção da Casa do Estudante em Catalão

UFG – Cerimônia marca início das obras de construção da Casa do Estudante em Catalão

Na tarde da última sexta-feira (18), o terreno da futura Casa do Estudante Universitário recebeu autoridades da gestão municipal, da Universidade, membros do movimento estudantil, comunidade universitária e comunidade local para uma cerimônia que marcou o início das obras da moradia estudantil.

O evento foi definido pelo reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Edward Madureira Brasil, como um ato de delicadeza por parte da gestão da Regional Catalão. Participaram da cerimônia, além do reitor da UFG, a diretora da Regional Catalão, professora Roselma Lucchese, o secretario municipal de educação, Leonardo Santa Cecília, que representou o prefeito de Catalão, Adib Elias, o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Vereador Caçula, e os representantes do Movimento Estudantil Universitário Karoline Martins de Lima e Junio Henrique Conde, além do Mérito Universitário Haley Margon Vaz.

Na ocasião, foi destacado o histórico de lutas para se alcançar os recursos para a construção e os esforços de cada agente envolvido no processo. O terreno de 6.145,67 m² foi uma doação da Prefeitura Municipal de Catalão e fica situado no Bairro Copacabana II. O recurso destinado pelo Ministério da Educação (MEC) para início das obras foi de 1 milhão de reais.

Os representantes do movimento estudantil agradeceram os esforços dos gestores da Universidade e agentes políticos envolvidos em todo o processo de viabilização da Casa do Estudante Universitário que vai ampliar ainda mais as políticas de permanência de estudantes na instituição. Ressaltaram também o quanto as movimentações de reivindicação dos estudantes foram fundamentais para fazer o processo sair do papel. “A construção da casa do estudante é uma vitória para o movimento estudantil, uma vitória com muita luta”, afirmou Karoline.

O Reitor da UFG lembrou que a luta por uma casa do estudante para a Regional Catalão tem mais de 30 anos e demandou esforços de várias esferas, além da universitária, para se concretizar. Edward parabenizou a sintonia entre a gestão da cidade e gestão da universidade em prol desta luta. “Fico feliz de ver em Catalão o poder público e os atores sociais alinhados pela educação“, afirmou. O reitor ainda pontuou que a nova Casa do Estudante Universitário vai ampliar as possibilidades de permanência dos acadêmicos. 

 

 

Compartilhar