UFJF e Ministério fazem parceria para promoção de saúde a minorias

UFJF e Ministério fazem parceria para promoção de saúde a minorias

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em parceria com o Ministério da Saúde apresenta no próximo dia 18, às 15h, no Anfiteatro do Prédio Itamar Franco, o lançamento do projeto Polo Institucional de Fortalecimento da Gestão Participativa do Sistema Único de Saúde (SUS). Financiado pelo Fundo Nacional de Saúde em R$ 936 mil, o objetivo do Polo é promover o fortalecimento das políticas de gestão participativa do SUS por meio da geração de conhecimentos, informações e a capacitação e mobilização dos agentes públicos e sociais que atuam na área da saúde. Uma das ênfases será sobre as populações em condições de vulnerabilidade e iniquidade no acesso à saúde, particularmente população do campo e da floresta, população LGBT – lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros – população cigana, população negra e população em situação de rua.

Podem participar do projeto, gestores e lideranças sociais da área de saúde em 280 municípios de Minas Gerais nas regiões da Zona da Mata, Vale do Rio Doce e Campo das Vertentes. Entre eles, secretários municipais e conselheiros de saúde, assistentes sociais e profissionais de direitos humanos, representantes de movimentos, grupos e associações comunitárias que atuam na promoção do direito à saúde e na defesa e promoção dos direitos das populações em situação de vulnerabilidade.
Em um primeiro momento será realizado um diagnóstico. Os participantes, com o auxílio de um facilitador, serão levados a discutir as desigualdades e os problemas no acesso à saúde em seus respectivos municípios e os potenciais e obstáculos relacionados ao controle social e à gestão democrático-participativa das políticas do SUS.

Na segunda fase do projeto será feita a capacitação dos agentes, sendo dividida em quatro módulos de oito horas cada um. Os módulos são: Políticas públicas e gestão democrático participativa no Brasil; Gestão democrático-participativa no âmbito do SUS; Equidade no SUS e as minorias: estratégias para participação e articulação comunitária; e Redes colaborativas e mobilização comunitária para o controle social do SUS.

Antes do início de cada módulo será realizada uma nova inscrição. Aqueles que já tiverem participado do diagnóstico e dos módulos anteriores da capacitação terão prioridade. Os participantes receberão certificados validados pela UFJF se cumprirem, no mínimo, 75% da carga horária de atividades.
Outras informações: polosus@ufjf.edu.br
www.ufjf.br/polosus

Compartilhar