UFLA recebe representantes do Afeganistão para cooperação internacional

UFLA recebe representantes do Afeganistão para cooperação internacional

Um novo projeto de cooperação internacional entre o Brasil e o Afeganistão foi celebrado na manhã desta segunda-feira (1/10) na Universidade Federal de Lavras (UFLA). O trabalho será coordenado pelo professor Gilmar Tavares, do Departamento de Engenharia (DEG/UFLA). Além do apoio da UFLA, o projeto conta com o patrocínio da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

Pelo Afeganistão, estiveram presentes: Nazira Rahman, Director of Household Economy; Muhammad Saboor Shirzad, Alternate Economy Officer; Mrjan Hemat, Natural Disaster Control Officer; Naqibullah Shinware, Vegetables Officer; Mohammad Jawed Mehrabi, Seeds Preservation Officer, e Tawheed Ali Azeemi, Livestock Management.

Durante a apresentação, o professor Gilmar destacou que no Afeganistão 95% dos produtores têm menos de 5 hectares, “algo muito semelhante ao Brasil”. Salientou que o projeto deve ser realizado de maneira participativa com a comunidade, visto que “no Afeganistão, assim como no Brasil, os projetos têm mais chances de darem certo quando realizados coletivamente. Quando o governo tenta fazer algo sozinho, a taxa de sucesso é bem menor”.

Nazira Rahman, uma das responsáveis pelo empoderamento feminino no Afeganistão, também enfatizou a importância de realizar o projeto de maneira participativa. “Temos que provar que juntos podemos ir mais longe. Uma das frases do professor Gilmar que gosto muito é ‘desejo muita paz e paz de montão’, isso para nós que vivemos em guerra há mais de 40 anos é muito significativo”.

Por parte da UFLA, estiveram presentes o chefe do DEG, professor Carlos Eduardo Volpato; o diretor de Relações Internacionais, professor Antonio Chalfun; o pró-reitor de Extensão e Cultura, professor João José Granate e a vice-reitora, professor Édila Vilela Von Pinho. Na ocasião, todos parabenizaram a iniciativa do professor Gilmar em aceitar esse novo desafio de enriquecimento mútuo.

“Não tenho dúvida de que o nosso maior desafio é trabalhar a extensão na universidade. Compartilhar conhecimento é uma das nossas missões, e tenho certeza que vocês também terão muito a nos ensinar nessa troca de experiência. Tem uma música que gosto muito e que diz ‘é preciso paz para poder sorrir’ e é isso que desejo no país de vocês”, finalizou a vice-reitora.

Compartilhar