UFLA – Reitor destaca conquistas e desafios na Semana de Ciência

UFLA – Reitor destaca conquistas e desafios na Semana de Ciência

Na manhã de sexta-feira (28/8), foi realizada a cerimônia de abertura da Semana de Ciência, Cultura e Arte, que comemora os 107 anos da Instituição. Com a presença da comunidade acadêmica, o reitor da UFLA, professor José Roberto Scolforo, fez um discurso de valorização à trajetória da Instituição e às pessoas que contribuíram para que ela atingisse o desempenho destacado no cenário nacional.

O reitor estava acompanhado da vice-reitora, professora Édila Vilela de Resende Von Pinho e da equipe de gestão (pró-reitores, assessores e diretores). A cerimônia contou com a presença do prefeito municipal, Silas Costa Pereira e do deputado estadual Fábio Cherem.

A cerimônia teve início com o hasteamento das Bandeiras, realizado pelo reitor da UFLA, professor Scolforo; com representantes das três categorias da comunidade acadêmica: professor Alfredo Scheid Lopes; servidor técnico administrativo Paulo César da Silva e a estudante Priscila Ferreira Delbem (Engenharia de Controle e Automação). O Hino Nacional Brasileiro foi apresentado pela Banda do 8º Batalhão da Polícia Militar de Lavras.

A cerimônia teve início com o hasteamento das Bandeiras, realizado pelo reitor da UFLA, professor Scolforo; com representantes das três categorias da comunidade acadêmica: professor Alfredo Scheid Lopes; servidor técnico administrativo Paulo César da Silva e a estudante Priscila Ferreira Delbem (Engenharia de Controle e Automação). O Hino Nacional Brasileiro foi apresentado pela Banda do 8º Batalhão da Polícia Militar de Lavras.
A cerimônia teve início com o hasteamento das Bandeiras, realizado pelo reitor da UFLA, professor Scolforo; com representantes das três categorias da comunidade acadêmica: professor Alfredo Scheid Lopes; servidor técnico administrativo Paulo César da Silva e a estudante Priscila Ferreira Delbem (Engenharia de Controle e Automação). O Hino Nacional Brasileiro foi apresentado pela Banda do 8º Batalhão da Polícia Militar de Lavras.
No pronunciamento, Scolforo fez referência à crise econômica e política nacional, com desdobramentos à pasta Educação e com cortes significativos no orçamento da Universidade. “Apesar desse cenário difícil, temos buscado alternativas junto ao próprio MEC, a outros ministérios e várias instituições para manter o crescimento da Universidade”, destacou, conclamando ainda toda a comunidade acadêmica para a economia de recursos, em especial, de energia elétrica.

Na sequência, com palavras de otimismo, descreveu os últimos avanços, os projetos em desenvolvimento e o planejamento que está sendo estrategicamente elaborado para que a UFLA atinja a meta de se manter entre as melhores instituições do País e ganhar projeção internacional nos próximos anos.

“A UFLA vem experimentando uma credibilidade no MEC e em outras instituições de referência que orgulha toda a comunidade… Precisamos estimular os jovens que passam a fazer parte desta Instituição a reconhecer os sacrifícios das gerações passadas e a assimilar o orgulho e o amor de fazer parte desta história”, enfatizou.

Scolforo reforçou a importância do envolvimento de toda a comunidade acadêmica para o patamar de excelência alcançado e, sobretudo, para a concretização de novas metas. Ele destacou que a UFLA conquistou no Ministério da Educação (MEC) o maior orçamento da história da Instituição para o ano de 2015. Desde 2013, o orçamento teve um crescimento de 62%, o maior entre todas as universidades mineiras e mais do que o dobro da maioria das instituições.
Como tradição, a programação teve início com um culto ecumênico em ação de graças aos 107 anos de existência da UFLA/ESAL, na Capela Ecumênica da Universidade. Em respeito a todas as manifestações religiosas, o culto teve a participação de diferentes representações: padre Jojapa (Paróquia Sant’Ana de Lavras); pastor Marcelo Xavier (Igreja Presbiteriana de Lavras); Maísa Lima (Comunidade Espírita de Lavras) e pastor Erlandi de Souza (1ª Igreja Batista de Lavras).

Na sequência, a programação contou com a apresentação do grupo Teatro da Pedra, de São João Del Rei, antes denominado Cia Teatral Manicômicos. Eles fizeram um cortejo pelo câmpus e a apresentação foi realizada em frente a Cantina Central (em construção). (Matéria exclusiva no site)

Consulte a programação completa no site www.ufla.br/104anos

 

 

 

Cibele Aguiar – UFLA

Compartilhar