UFMA e Universidade de Soka, do Japão, firmam parceria para promoção de tecnologias sociais

UFMA e Universidade de Soka, do Japão, firmam parceria para promoção de tecnologias sociais

SÃO LUÍS – Na manhã desta terça-feira, 24, a reitora Nair Portela participou de uma reunião com representantes da Universidade de Soka Gakkai Internacional do Brasil (BSGI), com o intuito de apresentar o trabalho desenvolvido na UFMA e fortalecer a rede de tecnologias sociais iniciada no dia 24 de agosto, em Recife, Pernambuco.

O diretor do núcleo de Relações Internacionais da UFMA, Leonardo Dall’Agnol, revelou detalhes sobre o contato bem-sucedido com a BSGI. “Essa parceria surgiu da iniciativa de criar uma rede de universidades federais do Nordeste para a promoção de tecnologias sociais. Por esse motivo, entramos em contato com a Universidade de Soka – uma das líderes na questão de tecnologia social e desenvolvimento sustentável do mundo”, explanou.

A reunião, que teve por objetivo ampliar a cooperação entre a UFMA e a Universidade de Soka, apresentando os trabalhos realizados pela Universidade, tanto do ponto de vista da tecnologia social como da pesquisa, do ensino, da inovação e extensão, dando foco para a internacionalização entre os dois países.

A Universidade de Soka se dispôs a trabalhar nessa parceria com o Maranhão, trazendo uma política cultural humanística de encorajamento que já é desenvolvida no Japão, como comentou Silvana Vicente, representante de Relações Públicas da instituição. “A origem da nossa universidade vem dessa educação humanística. Construímos uma política cultural de cidadania global em que os estudantes são o foco e a solução dos problemas. Queremos construir uma ponte entre o Oriente e o Ocidente”, afirmou.

O presidente da BSGI, sediada na cidade de São Paulo, Miguel Shiratori, falou sobre a escolha do Brasil e do Nordeste como pioneiros nessa parceria. “O Brasil é o país em que existe a mais profunda miscigenação racial. A região do Nordeste abarca toda essa diversidade e riqueza deste país, por isso escolhemos este estado para ser o ponto de partida para esse grande trabalho. Nosso ideal de uma civilização sem distinção e sem desigualdade será cada vez mais ampliado para todo o mundo”, informou.

Para a reitora, este é um momento importante para a instituição, em que, por meio dessa parceria, será possível cumprir ainda mais o trabalho de uma universidade federal, desenvolvendo um papel importante na sociedade. “Ficamos felizes de realizarmos essa cooperação entre a nossa universidade e a de Soka, do Japão. Vamos completar 53 anos de trabalho este ano, e cada vez mais com a responsabilidade social necessária para cumprirmos com o nosso papel”, completou.

Na ocasião, a comitiva da Universidade de Soka também assistiu a um trecho do premiado espetáculo “João Paneiro”, do grupo de Teatro “Entrecena”, do Colégio Universitário. Visitaram também um projeto de extensão do Núcleo de Esportes da Cidade Universitária voltado, principalmente, para a qualidade de vida de pessoas da terceira idade.

O encontro, contou ainda com a participação do coordenador da BSGI, Luiz Ribeiro, além de Sérgio Araújo Silva, Ezio Victor e Haroldo Melo, representantes da BSGI no Maranhão. Estiveram também a pró-reitora de Ensino, Dourivan Câmara; o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Allan Kardec; o pró-reitor de Assistência Estudantil, Manoel Barros; o pró-reitor de Planejamento, João de Deus; a pró-reitora de Extensão, Cultura e Empreendedorismo, Dorlene Aquino; a coordenadora da Divisão de Intercâmbio e Mobilidade do NRI, Josie Bastos; e a coordenadora do projeto de extensão de Línguas e Cultura do Maranhão, Naiara Sales Araújo.

Compartilhar