UFMA encerra período de matriculas com 100% das vagas preenchidas no primeiro semestre

UFMA encerra período de matriculas com 100% das vagas preenchidas no primeiro semestre

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) finalizou o período de matrículas para os novos alunos dos cursos de graduação com o preenchimento de todas as 1.822 vagas oferecidas no ENEM, através do Sistema de Seleção Unificada (SISU), direcionadas ao primeiro semestre. O resultado inédito incluiu 97% de novos alunos maranhenses na educação do ensino superior, no Maranhão. Apenas 3% das vagas foram ocupadas por estudantes estrangeiros.

Segundo o reitor da UFMA, Natalino Salgado Filho, o novo modelo do processo seletivo foi uma conquista para a Universidade e principalmente para os candidatos aprovados, onde eles tiveram a oportunidade de preencher todas as 1.822 vagas oferecidas neste primeiro semestre. “O Sisu foi uma aquisição para a Universidade, onde a instituição está podendo contribuir para que aproximadamente 1.800 maranhenses possam ter acesso à universidade pública”, avaliou o reitor.

O pró-reitor de Ensino, Aldir Carvalho, observou que o Sisu traz benefícios tanto para as instituições como para os candidatos. Segundo ele, a avaliação da UFMA e de todas as universidades que aderiram ao sistema é positiva em relação à nova metodologia de inserção do aluno na educação superior. “Com o Sisu, nós tivemos candidatos inscritos de todo o território nacional, com uma prova única, elaborada com métodos estatísticos desenvolvidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira [INEP]”, disse.

O processo de expansão de 11 locais de provas (número de 2009) para 88 (número atual do Sisu) e da acessibilidade dos candidatos na hora de se inscreverem foram alguns dos ganhos citados por ele. “No caso do último vestibular tradicional, realizado em 2009, os candidatos somente poderiam se inscrever e prestar o exame em 11 localidades dentro do Maranhão. Com o Sisu, os candidatos tinham acesso de onde eles estiavam, além de ainda puderem prestar o exame em um dos 88 municípios do Maranhão”, comparou o pró-reitor.

Para Aldir Carvalho, o programa desenvolvido para inscrições e matrículas do Sisu é funcional e permite a personalização por parte das universidades de acordo com suas características e autonomia. “Entretanto, nós temos consciência de que ocorreram alguns problemas, até mesmo porque era a primeira edição, mas todos os contratempos identificados foram reavaliados para que não ocorresse no decorrer das inscrições e na segunda edição do Enem. Repassamos para o Ministério da Educação e Cultura [MEC] os ajustes e tivemos retorno por parte dele dos ajustes que estão sendo implementados para o segundo semestre”, ressalta.

Entretanto, o pró-reitor aproveitou a oportunidade para parabenizar a equipe gestora, operadora do sistema na UFMA, coordenada pelo professor Manoel Barros, diretor de Organização Acadêmica da universidade. “A equipe foi muito competente para que tudo ocorresse dentro do programado”, comentou Aldir Carvalho.

De acordo com a Pró-Reitoria, o nível de pontuação dos candidatos aprovados na UFMA foi elevado, em relação aos vestibulares já realizados nos anos anteriores. “Esse ano o nível dos estudantes foram mais altos e mais distribuídos. Se observarmos teve acesso de todos os pontos. Teve uma mobilidade interna dentro do estado. A prova aqui na UFMA teve como ponto de corte o número 600”.

Alteração
Ao contrário da primeira edição do Sisu, a seleção terá apenas uma etapa de inscrição. Os estudantes optarão por três cursos disponíveis e, logo nesse momento, será gerada uma lista de classificação de espera. De acordo com o pró-reitor de Ensino, essa lista é que as universidades farão suas chamadas – quantas forem necessárias para cada instituição preencher suas vagas. Na segunda edição o aluno só poderá escolher se adere ou não no sistema de cota uma vez.

Enem 2010
Em relação ao Enem 2010, a prova deve acontecer em novembro. Segundo o MEC, as inscrições dos alunos deverão ser feitas entre junho e meados de julho, com prova nos dias 6 e 7 de novembro, e resultado no dia 6 de janeiro.

A Universidade Federal do Maranhão encerrou a primeira edição do SISU registrando um resultado inédito preenchendo as 1.822, sendo 1767 por maranhenses. No ano passado aproximadamente 800 vagas não foram preenchidas, ficando ociosas.

Compartilhar