UFMT – Pesquisador cria protótipo para o ensino básico de automação

UFMT – Pesquisador cria protótipo para o ensino básico de automação

Projeto de extensão da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Câmpus de Várzea Grande, desenvolve protótipo que visa auxiliar no ensino tecnológico em escolas da rede pública de ensino, no sistema prisional da região, além de comunidades quilombolas e indígenas. A ferramenta consiste em uma unidade didática que possui instrumentação adequada para o ensino básico de automação, com o objetivo de fornecer instrumento didáticos para a inclusão digital de grupos sociais participantes do projeto de extensão.

“O protótipo é especificamente montado para o estudo de controle automático de nível de tanques em regime permanente e transiente. Ele possui uma unidade didática para o estudo da programação de um Controlador Lógico Programável (CLP) da marca Siemens (Logo! V8) que está associado a transdutores, pressostatos, bombas, um conjunto de tanques com canais comunicantes e registros que a depender dos ajustes aumenta a complexidade do sistema e a dificuldade de controle, que pode ser do tipo discreto ou dinâmico,” explica o coordenador do projeto, professor Jânio Ribeiro, do Instituto de Engenharias (IENG).

Estão sendo elaborados cursos com o intuito de utilizar os recursos disponíveis no protótipo. Segundo o docente, com base na possibilidade de replicação da ferramenta didática, as tecnologias de comunicação e informação darão suporte para a formação dos estudantes, que terão disponíveis videoaulas, palestras e vídeos tutoriais. O funcionamento da unidade pode ser monitorado pela internet.

O projeto de extensão está firmando parcerias para a viabilização das atividades. “Algumas aulas presenciais estão sendo previstas para após o término do período de isolamento social, causado pela pandemia”, destaca o docente.

O protótipo é uma realização do projeto de extensão “Fortalecimento da Memória Coletiva e Integração da Comunidade II”.

 

 

 

 

Compartilhar