UFMT sedia XXXII Congresso Nacional de Matemática Aplicada e Computacional

UFMT sedia XXXII Congresso Nacional de Matemática Aplicada e Computacional

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) sedia o XXXII Congresso Nacional de Matemática Aplicada e Computacional, de hoje (8) a sexta-feira (11), no campus de Cuiabá.  Organizado anualmente pela Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC), o evento reúne cerca de 700 pesquisadores, professores e estudantes do país. Além das apresentações dos trabalhos selecionados, distribuídos em 18 grandes temas, serão realizadas 10 conferências, oito minicursos, três minissimpósios e as mesas-redondas sobre “O mercado de trabalho para matemáticos aplicados” e “Os critérios do Qualis – Matemática”, durante os quatro dias de atividades.

A entrega da premiação aos vencedores dos Prêmios de Iniciação Científica Beatriz Neves e de Pós-graduação Odelar Leite Linhares marcou a solenidade de abertura, hoje de manhã, no Teatro Universitário. O acadêmico Antonio Carlos de Andrade Campello  Júnior, do curso de Matemática da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) ficou com o primeiro lugar no Prêmio Beatriz Neves com o trabalho “Conexões entre códigos corretores de erros e reticulados”. O primeiro lugar do Prêmio Odelar Leite Linhares, em mestrado, ficou com Rafael Alves Bonfim de Queiroz, do curso de Ciências da Computação e Matemática Computacional da Universidade de São Paulo (Uso/São Carlos), com a dissertação “Desenvolvimento e teste de esquemas upwind de alta resolução e suas aplicações em escoamentos incompressíveis com superfícies livres”; e o primeiro lugar, em doutorado, com Clarice Dias de Albuquerque, do curso de Engenharia Elétrica da Unicamp, com a tese “Análise e construção de códigos quânticos topológicos sobre variedades bidimensionais”.

O vice-reitor no exercício da reitoria, Francisco Souto, e o presidente da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional, José Alberto Cuminato, deram as boas-vindas aos participantes e agradeceram o empenho dos coordenadores regionais, comitês e comissões organizadoras. José Cuminato  destacou o crescimento no número de candidatos, principalmente ao Prêmio de Pós-graduação, 12 teses de doutorado e 19 dissertações, e de Iniciação Científica, 12 trabalhos. O objetivo dos prêmios é incentivar os jovens pesquisadores.

O presidente da SBMAC chamou atenção para a programação do Congresso e o grande número de trabalhos selecionados em diferentes áreas de pesquisa. Serão apresentados 357 trabalhos nas sessões técnicas, painéis gerais e de Iniciação Científica.

A conferência de abertura “Modelagem do Clima e Tempo: estado atual e desafios” foi proferida pelo professor doutor da USP, Pedro Leite da Silva Dias, sob a coordenação da professora Sandra Mara Cardoso Malta.

 

Compartilhar