UFPA cria primeiro mestrado em Arquitetura da região Norte

UFPA cria primeiro mestrado em Arquitetura da região Norte

A Universidade Federal do Pará (UFPA) sediará o primeiro curso de Mestrado em Arquitetura e Urbanismo da região Norte, aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O curso foi proposto pela UFPA em 2009 e iniciará suas atividades em agosto próximo. O edital para o primeiro processo seletivo ao Curso será divulgado até o fim de maio. Com o Mestrado em Arquitetura e Urbanismo, a pós-graduação da UFPA passa a contar com 44 cursos de Mestrado, aos quais se somam 22 Cursos de Doutorado.

Segundo o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESP), Prof. Dr. Emmanuel Zagury Tourinho, a proposta tramitou no tempo necessário para garantir uma avaliação adequada, observando-se todos os aspectos requeridos para a oferta de um curso mestrado de qualidade. “A abertura do mestrado constitui um passo importante para a institucionalização da pesquisa científica em Arquitetura e Urbanismo na UFPA, com impactos sobre a qualidade do ensino de graduação e sobre a produção do conhecimento necessário para a solução de diversos problemas regionais.”, destaca o pró-reitor.

Para o funcionamento do Mestrado, uma boa parte da infraestrutura necessária já existe. De acordo com Emmanuel Tourinho, instalações e equipamentos adicionais estão sendo providenciados, alguns como parte de projetos apoiados pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), do Ministério da Ciência e Tecnologia. Com o apoio da CAPES, serão garantidos recursos para algumas despesas de custeio e capital, além de bolsas para os alunos sem vínculos empregatícios. “Docentes e discentes do curso poderão, ainda, candidatar-se a recursos disponibilizados pela PROPESP em programas de apoio á pesquisa e pós-graduação, alguns deles com a parceria da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp)”, garante professor Emmanuel.

O mestrado já conta com os docentes necessários para o início das atividades, mas outros podem ainda serem contratados em função de dois concursos que estão em andamento. Os interessados no novo curso devem aguardar a divulgação do processo seletivo que poderá ser realizado até julho próximo, já que a primeira turma inicia as atividades em agosto. O número de vagas será definido pelo Colegiado do Programa, junto com o edital de seleção.

 

Compartilhar