UFPB – Alunos vão aos EUA para se especializar em cirurgias de coluna

UFPB – Alunos vão aos EUA para se especializar em cirurgias de coluna

Curso apresentará técnicas inovadoras para hérnia de disco, tumor na medula e sífilis

Estudantes integram a Liga Acadêmica de Neuroanatomia Clínica, coordenada pelo professor André Oliveira (no centro). Crédito: Divulgação

Os estudantes de Medicina da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Gustavo de Paula, João Medeiros, Lucas Alexandre e Fábio de Lima Júnior vão aos EUA na semana que vem, para se especializar em cirurgias da coluna. O curso será realizado no M.A.R.C. Institute, em Miami, na Flórida, de 9 a 14 de novembro, e os capacitará em técnicas inovadoras para o tratamento de doenças como hérnia de disco, tumor na medula, sífilis e siringomielia.

“Este curso de cirurgia da medula espinal inclui procedimentos abertos e percutâneos para manejo da dor, cirurgia endoscópica espinal, assim como cirurgias espinais minimamente invasivas do osso occipital até o sacro, anterior, posterior e lateral”, explica o professor do Departamento de Morfologia André Oliveira que, mais o também docente Ronald Farias, é responsável pelo intercâmbio dos estudantes.

Segundo Oliveira, o workshop internacional reunirá os principais cirurgiões de coluna vertebral do Brasil. “Os quatro estudantes tiveram isenção da taxa de inscrição, que custa R$ 17 mil. A ideia é revisar e propor novas técnicas cirúrgicas desta área de atuação nos cadáveres frescos do instituto, além de abrir o espaço para discussão entre os profissionais que estão envolvidos nestes procedimentos”.

Na avaliação do professor, o curso permitirá uma atualização/aperfeiçoamento da neurocirurgia de coluna na Paraíba, representada pelo Ronald Farias, que é neurocirurgião e coordenador do encontro. A formação ainda implicará em uma produção científica inédita em Neuroanatomia, através de publicação de e-book e de aplicativo, coordenada pelo professor André Oliveira.

“Este evento também proporcionará networking com os mais renomados cirurgiões de medula espinal, neurocirurgiões e ortopedistas do Brasil, EUA e Portugal”. Essa integração poderá favorecer também parcerias e acordos de cooperação internacional entre a UFPB e o M.A.R.C. Institute.

 

Compartilhar