UFPE: Campus Caruaru expande infraestrutura de graduação e pós-graduação

UFPE: Campus Caruaru expande infraestrutura de graduação e pós-graduação

No ano em que comemora uma década de criação, o Centro Acadêmico do Agreste (CAA), em Caruaru, expande a infraestrutura do campus. Foram inaugurados, hoje (6), a terceira etapa do campus, a qual possui sete blocos acadêmicos, e o bloco de pós-graduação. A cerimônia contou com a presença do reitor da UFPE, Anísio Brasileiro, e do secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Jesualdo Farias. O evento também integra as comemorações dos 70 anos da Universidade Federal de Pernambuco.
“A Universidade fincou, em definitivo, suas raízes no interior pernambucano. Os dez anos do Campus da UFPE no Agreste representam uma revolução social, uma imensa transformação no tecido social do Estado, do Nordeste e do Brasil, oportunizando que milhares de estudantes tenham acesso a uma universidade pública de qualidade, com compromisso social”, afirmou Anísio Brasileiro.
A terceira etapa do Campus Agreste é composta por sete blocos, com dois pavimentos de salas de aula e laboratórios destinados aos cursos de Pedagogia e Design – juntas, essas graduações somam aproximadamente 1,5 mil alunos. A estrutura também possui miniauditório com 150 lugares, quadra polivalente com vestiários, espaço de convivência, cafeteria, banheiros e setor administrativo. A área construída é de 9.345,49m². Os investimentos foram de R$ 12.126.533,49.
O diretor do CAA, professor Manoel Guedes, explicou que a nova estrutura permitirá que os cursos desenvolvam suas atividades de forma adequada. “Além disso, ao inaugurarmos esta etapa, também conseguimos fazer uma redistribuição dos espaços do campus”, disse. “Então, na verdade, é uma obra que tem impacto para o campus todo e para todos os cursos que pertencem a ele”, completou. Atualmente, o CAA possui 11 cursos de graduação regulares, além do curso de Licenciatura Intercultural Indígena. As graduações totalizam cerca de 5 mil alunos.

fotvitalino06.05.16
Já o bloco de pós-graduação possui quatro pavimentos, onde estão distribuídas salas de aula, de estudo e de docentes, inclusive para professores visitantes, além de secretarias. A área construída é de 1.850m². As obras tiveram investimentos da ordem de R$ 4.942.354,74 e foram realizadas paralelamente aos trabalhos da terceira etapa do campus. O CAA possui seis programas de pós-graduação: Economia, Educação Contemporânea, Engenharia Civil e Ambiental, Engenharia de Produção, Educação em Ciências e Matemática e o Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física. Juntos, os cursos somam aproximadamente 200 alunos.
Para o secretário Jesualdo Farias, o processo de interiorização das universidades federais vem preenchendo lacunas na formação e na inclusão dos moradores destas cidades. Além disso, segundo ele, a chegada de um campus no interior traz profissionais qualificados e estudantes bem preparados. “E este conjunto de pessoas, trabalhando no dia a dia da universidade, vai gerando uma relação com a comunidade. E começa a transformação a partir do que a universidade produz, além do impacto imediato na economia local”, explanou.
Sobre o CAA da UFPE, Jesualdo Farias destacou o rápido crescimento em dez anos de existência, consolidando bons cursos de graduação e de pós-graduação, atividades de pesquisa e de extensão. Durante o evento, o secretário foi presenteado com uma peça de artesanato típica da região por Severino Vitalino, filho do Mestre Vitalino. Farias também visitou as instalações do CAA.
Também hoje (6), três espaços do CAA ganharam oficialmente os nomes de cidadãos notórios. O auditório 1, construído junto com a 1ª etapa do campus, tornou-se Mestre Vitalino; o auditório 2, que integra a terceira etapa do campus, ganhou o nome de Luiz Gonzaga; e a biblioteca passou a ser chamada de Ariano Suassuna. Os nomes foram escolhidos pelos professores, técnicos administrativos e alunos do CAA, em votação realizada no mês de março.
MESA – Além de Anísio Brasileiro, Jesualdo Farias e Manoel Guedes, a mesa oficial foi composta pela vice-reitora da UFPE, Florisbela Campos; pelo pró-reitor de Planejamento, Orçamento e Finanças, Thiago Neves; pelo assessor do reitor e primeiro diretor do CAA, professor Mariano Aragão; e pelo presidente da Comissão Executiva dos 70 anos da UFPE e ex-vice-reitor da Universidade, professor Silvio Romero Marques. O evento contou com apresentação da banda de pífanos Dois Irmãos, de Caruaru.

Compartilhar