UFPE cria cursos e mais vagas no vestibular 2011

UFPE cria cursos e mais vagas no vestibular 2011

UFPE cria cursos e mais vagas no vestibular 2011

 

Provas de redação e língua estrangeira foram extintas e notas vão depender do Enem

 

Com novos cursos, mais vagas e uma inscrição mais cara, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) lançou ontem o seu vestibular 2011. Os destaques ficam para a extinção das provas de redação e língua estrangeira, cujas notas estarão atreladas ao desempenho obtido nas mesmas disciplinas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além disso haverá novos cursos como o de engenharia naval, a ampliação de vagas em direito e mudança em hotelaria, que teve uma das disciplinas da segunda etapa alterada.

 

A inscrição mais uma vez será exclusiva para a internet, pelo site www.covest.com.br, e pode ser feita entre 8 de setembro e 10 de outubro. A taxa de R$ 80 (14% mais alta do que no ano passado) deverá ser paga até, no máximo, o dia 11 de outubro. Em caso de dúvidas, inclusive sobre o curso escolhido ou local de prova, o fera terá liberdade para modificar suas opções quantas vezes desejar, mas apenas a escolha final, ao término do prazo de inscrição, será consolidada. O prazo para solicitar isenção de taxa, que será concedida a até 10 mil estudantes de baixa renda, termina no dia 14 de setembro. A lista dos contemplados será divulgada no site da Covest no dia 28 de setembro.

 

Os que cursaram o ensino médio em escolas públicas, desde que não tenham ligação a unidades de ensino superior, serão contemplados com um acréscimo de 10% na nota final. Para os que estudaram em escolas particulares fora da RMR, o incentivo é de 5% na nota para cursos oferecidos nos campi de Caruaru e de Vitória de Santo Antão. “A ideia é promover a interiorização do ensino, levando mais qualidade também no corpo discente, às unidades do interior do estado”, disse a presidente da Covest, Lícia de Souza Maia.

 

Este ano, fazer as provas de língua estrangeira e redação no Enem será obrigatório para os candidatos conseguirem classificação no vestibular. As notas serão utilizadas na composição na nota final. As provas da segunda etapa serão nos dias 5 e 6 de dezembro. Ao todo, estarão em disputa 6.680 vagas, 163 a mais que no ano anterior. A ampliação se deu graças à criação dos cursos de licenciatura em educação física (45 vagas) no campus de Vitória de Santo Antão, música/instrumento, com habilitação em saxofone, percussão e trombone e engenharia naval (45). Este último só estará disponível no vestibular do meio do ano, em julho de 2011, no grupo de 290 vagas do conjunto das engenharias.

 

No Recife, direito ganhou novas 25 vagas, sistemas da informação, 25 e engenharia cartográfica, 30.Em Vitória de Santo Antão, o bacharelado em educação física recebe outros 35 alunos a mais que no ano passado, em contrapartida à redução de vagas em licenciatura em ciências biológicas e enfermagem. Já os candidatos a uma das vagas de hotelaria devem mudar os planos de estudos. Isso porque o curso trocou de área, saindo do grupo 1 para o 8, o que significa que, em vez de matemática, na segunda fase o fera vai enfrentar a prova de geografia. Além disso, o interessado em cursar história agora vai poder optar entre licenciatura (55) ou bacharelado (55) e o que vai fazer artes cênicas ou plásticas, agora deve se inscrever em teatro ou artes visuais, novos nomes destes cursos. A exceção fica a cargo de oceanografia, cujas 25 vagas serão determinadas pela classificação dos candidatos de todo o país por meio do Sisu, que usa o Enem como como única forma de avaliação.

 

Diário de Pernambuco

Universitário – fonte: Márcio Castilho – Coordcom

Compartilhar