UFPI – Pesquisadores da UFPI e CIATEN realizam o primeiro sequenciamento do genoma inteiro de um organismo no Piauí

UFPI – Pesquisadores da UFPI e CIATEN realizam o primeiro sequenciamento do genoma inteiro de um organismo no Piauí

Dia 25, foi divulgado o primeiro sequenciamento do genoma inteiro de um organismo no Estado do Piauí, no caso, de um isolado da espécie que causa o calazar: Leishmania infantum. O êxito se deu a partir da utilização da tecnologia Next Generation Sequencing (NGS). Com ela é possível sequenciar o genoma completo de uma pessoa ou partes dele.

A conquista foi alcançada a partir dos esforços do professor Vladimir Costa Silva, da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e do Centro de Inteligência em Agravos Tropicais Emergentes e Negligenciados (CIATEN), com a participação do Dr. Joilson Batista (UFPI) e de Amanda Miranda (LabLeish/CIATEN).

Disponível para a utilização das comunidades científica e médica do Piauí e região, a pesquisa tem inúmeras aplicações científicas e médicas. Cientificamente, suas principais aplicações são a caracterização parcial ou completa de genomas de organismos, como Leishmania, nesse caso, o SARS-CoV-2, responsável pela pandemia da Covid-19.

Carlos Henrique Costa, coordenador do CIATEN/IDS e médico do IDTNP, destaca que a tecnologia de NGS é extraordinária em possibilidade de fazer o sequenciamento em paralelos de grandes quantidades de material. Reconhece, ainda, que ela terá uma utilidade muito grande. “Não apenas na função que ela tem tido no nosso laboratório (que é decifrar o genoma de Leishmania infantum). Ela tem aplicação muito grande em decifrar o genoma humano, a suscetibilidade das pessoas a numerosas doenças, como câncer e doenças infeciosas. Também vai ter aplicação na determinação da paternidade com um nível que se chega de certeza sobre o resultado do exame”, explica.

Também é capaz de identificar variantes em genomas de vírus e bactérias para estudos de epidemiologia e taxonomia molecular, além de ser possível realizar estudos de metagenômica que permitem a identificação de todos os microrganismos (microbioma) presentes em uma pessoa permitindo análise patológicas precisas com aplicações no estudo de doenças inflamatórias intestinais, por exemplo.

Outra possibilidade é a identificação do microbioma do solo, que pode contribuir para pesquisas de qualidade na agricultura, bem como o controle de qualidade de alimentos de origem animal e vegetal com a análise de transgênicos.

Aplicações na área da Medicina

No âmbito da Medicina, permitirá o diagnóstico molecular preciso de alguns tumores ajustando o tratamento para a máxima eficiência sem ser necessário enviar amostras para outros estados, possibilitando o início imediato do tratamento específico do câncer. Além de auxiliar na identificação de mutações e polimorfismos genéticos, doenças genéticas raras e congênitas.

O diagnóstico molecular preciso de diversos patógenos também é possível, permitindo ao patologista uma vantagem na precisão do diagnóstico de diversas doenças. Com a tecnologia NGS disponível no equipamento, é possível estudos de medicina personalizada com o uso da farmacogenômica e farmacogenética.

O sequenciamento foi feito no Laboratório de Leishmanioses (LabLeis), do CIATEN, da UFPI e do Instituto de Doenças do Sertão (IDS). Ele fica localizado no anexo do Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela (IDTNP) e está sob direção do professor titular da UFPI Carlos Henrique Nery Costa, coordenador do CIATEN/IDS e médico do IDTNP.

Compartilhar