UFPR – Coplad aprova contrato de gestão compartilhada do HC e da Maternidade Victor Ferreira do Amaral com Ebserh

UFPR – Coplad aprova contrato de gestão compartilhada do HC e da Maternidade Victor Ferreira do Amaral com Ebserh

Contrato recebeu a aprovação de 23 conselheiros e foi amplamente debatido na sessão de hoje

O Coplad (Conselho de Planejamento e Administração) da Universidade Federal do Paraná aprovou hoje por 23 votos a um, após amplo debate, o contrato que estabelece a gestão compartilhada do Hospital de Clínicas e da Maternidade Victor Ferreira do Amaral com a Ebserh – empresa pública criada pelo Governo Federal para gerir os hospitais universitários brasileiros. O contrato confirma todos os compromissos assumidos pela Reitoria da UFPR em relação aos dois hospitais e aos 916 colaboradores Funpar-HC.

Para o reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, a aprovação do contrato comprova que os conselheiros compreenderam o momento enfrentado pela Universidade. “Levamos ao extremo nosso compromisso de gerir o Hospital de Clínicas e a Maternidade Victor Ferreira do Amaral sem a interferência de ninguém. Mas, diante da política pública definida pelo Governo Federal, acabamos aceitando a cogestão dos hospitais com a Ebserh, depois de melhorarmos muito a proposta original”, comentou. “Agora, vamos iniciar um novo momento na realidade do HC e da Maternidade, confirmando nosso compromisso de manter ambos como hospitais públicos de ensino com qualidade e condições de trabalho adequadas aos seus servidores, em benefício da nossa comunidade. Mostramos que a saúde pública do povo do Paraná está acima das nossas divergências“.

O contrato estabelece que o Hospital de Clínicas e a Maternidade Victor Ferreira do Amaral continuarão sendo 100% públicos, prestando atendimento gratuito pelo Sistema Único de Saúde, e manterão seu papel de hospitais-escola da UFPR nos campos do ensino, da pesquisa e da extensão. Além disso, seu superintendente continuará sendo indicado pela Reitoria, a partir do quadro próprio de servidores da UFPR.

A Ebserh também assume o compromisso de gerir os dois hospitais de forma qualificada, modernizando suas estruturas, e garantindo tanto a manutenção quanto o aprimoramento de todos os serviços de saúde prestados à comunidade. A empresa fornecerá relatórios semestrais à UFPR das suas atividades. Em no máximo doze meses, em parceria com a Universidade, a organização elaborará um plano diretor para os dois hospitais. A Ebserh vai geri-los, em cogestão com a UFPR, com recursos do Ministério da Saúde, do Ministério da Educação e do Rehuf (Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais).

Proteção aos trabalhadores

O contrato aprovado hoje também assegura a continuidade dos contratos de trabalho dos 916 colaboradores Funpar-HC. A legislação trabalhista impede a demissão imotivada dos servidores que virão a ser contratados no concurso público a ser promovido pela UFPR, em 2015, para o preenchimento das 2063 vagas que serão abertas para aprimorar significativamente o atendimento no Hospital de Clínicas e na Maternidade Victor Ferreira do Amaral.

O reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, também reafirmou que vai construir Termo de Ajustamento de Conduta, junto com o Ministério Público do Trabalho, para manter os servidores Funpar-HC nos seus cargos por pelo menos cinco anos, quando 60% deles estarão aposentados. Registrado em ata, este mesmo compromisso já havia sido assumido pelo reitor nas duas sessões do Conselho Universitário que debateram e votaram o tema, em 28 de agosto e 8 de outubro.

A UFPR realizará concurso público para a contratação dos novos colaboradores do Hospital de Clínicas e da Maternidade Victor Ferreira do Amaral no primeiro semestre de 2015. Para que recebam treinamento adequado, os aprovados no concurso serão chamados em grupos de 150 a duzentos. Todo o processo deve ser concluído em dois anos.

Respeito à lei

Zaki Akel Sobrinho afirmou que o Hospital de Clínicas e a Maternidade Victor Ferreira do Amaral continuarão sendo órgãos suplementares da UFPR. “Os dois hospitais continuarão fazendo parte de todos os nossos trabalhos e preocupações. Seus trabalhadores serão cedidos à Ebserh, mas continuarão sendo parte da nossa Universidade. Não vamos deixar de cuidar deles porque estes trabalhadores terão vínculo de trabalho com a UFPR”, garantiu o reitor.

O processo de condução da proposta de adesão à Ebserh respeitou, rigorosamente, todos os trâmites exigidos pela legislação e pelo Regimento Interno do Coun – o órgão máximo de deliberação da UFPR. Além de ter recebido a aprovação do Conselho Universitário da Universidade, o contrato também recebeu parecer jurídico favorável da Procuradoria Federal na UFPR e de uma comissão de três relatores do Coplad especialmente designada para analisar a matéria. A próxima etapa do processo será a assinatura do contrato da Reitoria com a Ebserh e o Ministério da Educação.

Ascom UFPR

21 Bridal Jewelry Style Ideas For Your Wedding Day
free online games Pandora And Sirius XM Play Different Tunes

New Kanye West song Perfect Bitch is a tribute to Kim Kardashian
cheap flights kinds women totes and eye-catching suits allow you to unique throughout the summer time

Fall Fashion Tips for 40
forever21 Dressing Kim Kardashian Would Be Bastardizing Himself

Liam Payne reveals which One Direction rule he broke
free online games the superior polo shirt all fabrics for males across summer hot temperatures

How To Accessorize A Classic Sheath Dress
jeux fr Well apparently

The 5 Most Excessively Creepy Children’s Educational Videos
kleider Sometimes emperor is wearing tacky clothes

China’s Chang’e Moon Orbiter shows structures on moon
ballkleider rachel mcadams located in munich

Licorice Extract and Skin Care
games storage room not work properly maintenance tasks

Compartilhar